Marabá: V Feirão do Imposto será realizado a partir do dia 10 de Setembro

A Confederação Nacional dos Jovens Empresários (Conaje), em parceria com os movimentos de jovens empreendedores e empresários nos estados e outras instituições, realizará no dia 12 de setembro de 2015, em mais de 100 cidades brasileiras, a 13ª edição do Feirão do Imposto. Em Marabá, será a 5ª Edição.

A proposta é conscientizar a população sobre a carga tributária que incide em produtos e serviços no Brasil, alertar para os impostos que são cobrados no dia a dia e solicitar a correta, efetiva e transparente aplicação dos tributos em benefícios para a sociedade.

Desde 2010, realizamos esse evento de conscientização na cidade de Marabá, com apoio da Conaje (Confederação Nacional dos Jovens Empresários) do Brasil, da Acim (Associação Comercial e Industrial de Marabá), do Sindicom (Sindicato do Comércio de Marabá) e de empresas locais que são mantenedoras desse evento.

Grupo de colaboradores na edição 2014

Desde 2013, o Feirão do Imposto em Marabá se destacou como o Maior em volume de negócios fechados, quantidade de empresas envolvidas e itens comercializados e em 2015 projetamos um maior crescimento desse conjunto de ações.

Estão previstas diversas ações de conscientização em Marabá, como venda de combustíveis, carros, motos, máquinas pesadas, máquinas agrícolas, piscina, Chopp e lojas do Shopping Pátio Marabá comercializando produtos e serviços, todas sem incidência de impostos, como também exposição de produtos com e sem valor de impostos, educação tributária na faculdade Carajás entre outras ações, segundo informações do Presidente do Conjove (Conselho de Jovens Empresários de Marabá), Caetano Candido dos Reis Neto.

O propósito do Feirão é “impactar a população Marabaense, mostrando como funciona o sistema tributário brasileiro e o quanto cada um paga de impostos na esfera municipal, estadual e federal. O objetivo é formar cidadãos mais conscientes e que possam realmente lutar para que o País tenha uma carga tributária justa e que os impostos sejam recolhidos e retornem em benefícios para a população”, enfatiza Caetano Reis.

No caminho

Renato Cortez, coordenador nacional do Feirão do Imposto, acrescenta que em 12 anos de realização do projeto, a Conaje, os movimentos estaduais e os parceiros já conseguiram alcançar importantes resultados para reduzir a carga tributária brasileira, além de conscientizar, a cada ano, uma grande parcela da população. Entre os resultados estão a Lei 12.741 (Lei da Transparência), que instituiu a discriminação dos impostos nas notas e cupons fiscais, e a Lei 12.839, que estabeleceu a retirada de impostos federais que incidem em produtos da cesta básica.

 

Em agosto de 2014, também foi sancionada a Lei Complementar 147/1, que universaliza o acesso ao Simples Nacional ou Supersimples. A lei prevê a unificação do pagamento de oito tributos cobrados pela União, estados e municípios das micro e pequenas empresas. Conhecida também como Lei da Micro e Pequena Empresa, a medida foi apoiada desde o início pela Conaje, que participou das articulações desde o lançamento do projeto até a sanção da lei complementar.

 O início do Feirão do Imposto

O projeto Feirão do Imposto foi criado em 2003, na cidade de Joinville (SC) pelo Núcleo de Jovens Empresários da Associação Empresarial de Joinville (ACIJ), que mobilizou a sociedade civil joinvilense para informar e, sobretudo, educar a população a respeito do quanto se paga em impostos. A partir dessa mobilização, o Feirão se tornou uma ação nacional, desenvolvida anualmente pela Conaje para conscientizar se quanto se paga em impostos e acompanhar a destinação dos tributos.

Portal Canaã, Matéria enviada por: Caetano Candido dos Reis Neto

COMENTE VIA FACEBOOK

Deixe uma resposta