Marabá: V Feirão do Imposto será realizado a partir do dia 10 de Setembro

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

A Confederação Nacional dos Jovens Empresários (Conaje), em parceria com os movimentos de jovens empreendedores e empresários nos estados e outras instituições, realizará no dia 12 de setembro de 2015, em mais de 100 cidades brasileiras, a 13ª edição do Feirão do Imposto. Em Marabá, será a 5ª Edição.

A proposta é conscientizar a população sobre a carga tributária que incide em produtos e serviços no Brasil, alertar para os impostos que são cobrados no dia a dia e solicitar a correta, efetiva e transparente aplicação dos tributos em benefícios para a sociedade.

Desde 2010, realizamos esse evento de conscientização na cidade de Marabá, com apoio da Conaje (Confederação Nacional dos Jovens Empresários) do Brasil, da Acim (Associação Comercial e Industrial de Marabá), do Sindicom (Sindicato do Comércio de Marabá) e de empresas locais que são mantenedoras desse evento.

Grupo de colaboradores na edição 2014

Desde 2013, o Feirão do Imposto em Marabá se destacou como o Maior em volume de negócios fechados, quantidade de empresas envolvidas e itens comercializados e em 2015 projetamos um maior crescimento desse conjunto de ações.

Estão previstas diversas ações de conscientização em Marabá, como venda de combustíveis, carros, motos, máquinas pesadas, máquinas agrícolas, piscina, Chopp e lojas do Shopping Pátio Marabá comercializando produtos e serviços, todas sem incidência de impostos, como também exposição de produtos com e sem valor de impostos, educação tributária na faculdade Carajás entre outras ações, segundo informações do Presidente do Conjove (Conselho de Jovens Empresários de Marabá), Caetano Candido dos Reis Neto.

O propósito do Feirão é “impactar a população Marabaense, mostrando como funciona o sistema tributário brasileiro e o quanto cada um paga de impostos na esfera municipal, estadual e federal. O objetivo é formar cidadãos mais conscientes e que possam realmente lutar para que o País tenha uma carga tributária justa e que os impostos sejam recolhidos e retornem em benefícios para a população”, enfatiza Caetano Reis.

No caminho

Renato Cortez, coordenador nacional do Feirão do Imposto, acrescenta que em 12 anos de realização do projeto, a Conaje, os movimentos estaduais e os parceiros já conseguiram alcançar importantes resultados para reduzir a carga tributária brasileira, além de conscientizar, a cada ano, uma grande parcela da população. Entre os resultados estão a Lei 12.741 (Lei da Transparência), que instituiu a discriminação dos impostos nas notas e cupons fiscais, e a Lei 12.839, que estabeleceu a retirada de impostos federais que incidem em produtos da cesta básica.

 

Em agosto de 2014, também foi sancionada a Lei Complementar 147/1, que universaliza o acesso ao Simples Nacional ou Supersimples. A lei prevê a unificação do pagamento de oito tributos cobrados pela União, estados e municípios das micro e pequenas empresas. Conhecida também como Lei da Micro e Pequena Empresa, a medida foi apoiada desde o início pela Conaje, que participou das articulações desde o lançamento do projeto até a sanção da lei complementar.

 O início do Feirão do Imposto

O projeto Feirão do Imposto foi criado em 2003, na cidade de Joinville (SC) pelo Núcleo de Jovens Empresários da Associação Empresarial de Joinville (ACIJ), que mobilizou a sociedade civil joinvilense para informar e, sobretudo, educar a população a respeito do quanto se paga em impostos. A partir dessa mobilização, o Feirão se tornou uma ação nacional, desenvolvida anualmente pela Conaje para conscientizar se quanto se paga em impostos e acompanhar a destinação dos tributos.

Portal Canaã, Matéria enviada por: Caetano Candido dos Reis Neto



 

 

Já sabe quem são os candidatos do seu estado pra eleições 2022?

AC AL  AM  AP  BA  BRASIL  CE  DF  ES  GO  MA  MG  MS  MT  PA  PB  PE  PI  PR  RJ  RN  RO  RR  RS  SC  SE  SP  TO 

Deixe uma resposta

Ofertas