Cooperativa em Marabá dá novo destino a 80 toneladas de resíduos que virariam lixo

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Cooperativa criada na associação do bairro Nossa Senhora Aparecida, em Marabá (Pará), vem transformando o que seria lixo em preservação do meio ambiente e geração de renda para 20 famílias. No último ano, foram mais de 80 toneladas de papel, plástico, sucata metálica e latinhas coletados e destinados para reciclagem. Entre os materiais, a maior quantidade é de plástico. Segundo relatório da Organização das Nações Unidas (ONU), o plástico representa 85% dos resíduos que chegam aos oceanos, por exemplo.

O trabalho é da Cooperativa de Catadores de Recicláveis de Marabá (Corema), que nasceu de projeto de conscientização ambiental desenvolvido por uma associação de moradores da cidade, a do bairro Nossa Senhora Aparecida (Ambnsa). A iniciativa foi configurada e fortalecida a partir do PESC, programa de inclusão produtiva da Fundação Vale encerrado em 2020. “Hoje, a Corema é a única cooperativa em Marabá, gerando renda de forma correta para as famílias e contribuindo com o meio ambiente”, celebra o presidente da Ambnsa, Quessio Alves, que também já foi catador quando residia em São Paulo e conhece bem a luta árdua da atividade.

Com dois anos de atuação, a Cooperativa vem contando com o apoio de parceiros como a Vale, outras empresas, comerciantes e moradores. “Por meio do programa da Vale e Fundação Vale, a Cooperativa recebeu uma prensa que otimizou a capacidade produtiva e agregou valor à produção, também reboque, dois triciclos motorizados, que carregam até 700 quilos e ainda equipamentos de proteção individual (epis) como botas, luvas e protetor auricular, detalha o Quessio.

No ano de 2021, a renda gerada com a venda dos materiais reciclados alcançou o total de R $119 mil para a Cooperativa. A expectativa da Corema para esse ano de 2022 é alcançar o total de 160 toneladas em coleta e R$ 220 mil em renda.

Captação 

Outro projeto criado pela cooperativa é o de capacitação. “Estamos capacitando os jovens daqui da região na área de computação, uma das ferramentas hoje fundamentais para a entrada no mercado de trabalho. Já são mais de 600 treinados”. Os projetos da Associação para duas salas de informática tiveram o apoio da Vale, além da construção da sede da associação, que conta com ainda banheiro e cozinha semi-industrial

A sede também recebeu painéis solares fotovoltaicos que deverão reduzir a conta de energia elétrica. A entrega foi feita pela empresa Fernandes Amadeu Transporte Logística, que aderiu ao Programa Partilhar, em que empresas fornecedoras da mineradora vem apoiando projetos sociais locais.

Painéis solares resultado de parceria pelo programa Partilhar deve reduzir conta de luz

Como fazer a entrega dos materiais

A coleta de papeis, plástico e metais é feita durante toda semana em Marabá. Quem desejar participar, pode entrar em contato pela facebook Corema Reciclagem ou pelos telefones (94) 99178-3415/99305-1265/99117-6251. “Temos o apoio dos comerciantes, dos moradores e também de outras empresas como a Taesa, Equatorial e o Aeroporto”. E quem mais desejar participar, pode entrar em contato”, convida Quessio.



 

 

Já sabe quem são os candidatos do seu estado pra eleições 2022?

AC AL  AM  AP  BA  BRASIL  CE  DF  ES  GO  MA  MG  MS  MT  PA  PB  PE  PI  PR  RJ  RN  RO  RR  RS  SC  SE  SP  TO 

Deixe uma resposta

Ofertas