Quatro policiais militares fazem parto de emergência em Ananindeua

A guarnição do Batalhão de Polícia Ambiental realizou os procedimentos necessários e trouxe ao mundo o menino Paulo Guilherme
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
O cabo PM Salomão segura o recém-nascido Paulo Guilherme / Divulgação PM

Quatro policiais militares que atuam no Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) realizaram, na manhã deste sábado (13), um parto de emergência no bairro do Icuí-Guajará, em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém. Integrantes do Comando de Policiamento Ambiental (CPA), os militares realizavam ações de policiamento ostensivo na Rua Paulo Assunção quando viram um grupo de pessoas desesperadas no local.

Os sargentos Paulo Dutra e Ribeiro Júnior, e os cabos Carlos Salomão e Cleidisson Teixeira, verificaram que uma mulher estava em trabalho de parto, e que não haveria tempo necessário para transportá-la a um hospital antes do nascimento do bebê.

Os militares conseguiram tranquilizar a mãe, esterilizar o material que seria utilizado, isolar o local – para evitar aglomerações – e realizar o parto. Após se certificar de que mãe e bebê estavam bem, a equipe da PM apoiou o transporte dos pais e do recém-nascido a um hospital particular, no bairro do Paar.

“Depois desse apoio que a PM nos deu, minha esposa e eu decidimos colocar o nome do nosso filho de Paulo Guilherme. O primeiro nome é em homenagem ao sargento Paulo Dutra. Os quatro foram superimportantes, mas o sargento foi excepcional”, reconheceu Paulo Luiz, pai da criança.

“Sabíamos do tamanho da responsabilidade e que não poderíamos errar. Mas a coisa deu tão certo que até a pediatra do hospital nos parabenizou pelo parto”, contou o sargento Ribeiro Júnior, que está há 26 anos na corporação.

  Governo pagará metade do 13º salário dos servidores estaduais em outubro

 

 

Deixe uma resposta

Leia mais