OPINIÃO: Incoerência na Câmara Municipal de Vereadores

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

È impressionante observar a falta de critérios apresentada pelos legisladores no município de Canaã dos Carajás. Os mesmos utilizam – se de seus mandatos para aprovarem leis que prejudicam a classe dos servidores públicos municipais. Hoje a grande marca do governo municipal é simbolizada pela pavimentação asfáltica. Trabalhadores trabalham incansável mente de 6 as 20 h para cumprir com as metas estipuladas e com isso melhorar a mobilidade urbana da cidade.

Como recompensa bizarra a estes colaboradores os 11 vereadores aprovaram de forma unânime um projeto de lei 025/2015 que altera no estatuto dos servidores e reduz à hora extra aos sábados em 50%. Veja o que diz a constituição federal que é considerada a carta magna sobre todas as leis: “A remuneração do serviço extraordinário, desde a promulgação da Constituição Federal/1988, que deverá constar, obrigatoriamente, do acordo, ou sentença normativa, será, no mínimo, 50%”. O texto é claro e enfático “NO MÍNIMO”, agora vem a controvérsia dos fatos. Na noite de ontem (18/11/2015) em assembléia na casa de leis foi aprovado o projeto de lei que beneficia com abono natalino no valor de R$: 450,00 (Quatrocentos e cinqüenta reais) somente aos servidores públicos da CÂMARA MUNICIPAL. Como se entender o que passa na mente de cada vereador, uma hora prejudica a maior classe dos servidores públicos e em outra beneficia de forma isolada somente os que trabalham em seus gabinetes.

  [Atualizada] Acidente Fatal com duas vítimas é registrado em Canaã dos Carajás

 

As opiniões expressadas em Colunas e Artigos não refletem necessariamente a opinião do Portal Canaã. Todo conteúdo é de inteira responsabilidade de seus autores.



 

 

Já sabe quem são os candidatos do seu estado pra eleições 2022?

AC AL  AM  AP  BA  BRASIL  CE  DF  ES  GO  MA  MG  MS  MT  PA  PB  PE  PI  PR  RJ  RN  RO  RR  RS  SC  SE  SP  TO 

Deixe uma resposta

Ofertas