Flávio Costa surpreende no lançamento da pré-candidatura a Vereador em Curionópolis

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Recentemente os munícipes de Curionópolis, sudeste paraense, ganharam mais um nome à disposição para pleitear uma vaga na Câmara Municipal.  Flávio Costa, jovem empresário do ramo de imóveis, estudante de Fisioterapia, e diretor executivo do Site Revista30, é bastante conhecido em sua cidade e principalmente nas redes sociais por suas postagens polêmicas de cunho político-social. Desta vez, na última segunda-feira (06), usou sua página pessoal para lançar a pré-candidatura ao cargo de vereador em Curionópolis.

O jovem pré-candidato a vereador pelo PROS é empresário de origem humilde, natural de Curionópolis, filho de Alaíde Silva Costa (in memoriam), a professora “Lalá”, e Félix Amâncio Neto, conhecido “Félix da Van”. Residiu em Curionópolis até seus 13 anos, mudou-se para Teresina, capital do Piaui para estudar, agora, aos 27 anos, retornará a cidade natal com o propósito de contribuir no legislativo local.

Apesar da pouca idade, Flávio Costa é pai dos gêmeos Enzo e Mateus Costa, casado com a jovem teresinense Giovanna Carvalho. Bem relacionado entre os empresários e alguns políticos de Curionópolis. Com a irreverência, bom-humor e atenção que dar aos amigos e conhecidos ganhou admiração e respeito. Sem travas e ferrenho em criticas políticas também coleciona alguns desafetos, mas, “sem grandes preocupações”, diz ele. Flávio está ‘antenado’ aos problemas sociais de sua cidade natal e sempre que pode, procura ouvir e buscar ajudar da melhor forma possível quem precise.

Ao lançar a pré-candidatura a vereador, Flávio Costa escreveu uma carta apresentação e deu publicidade na rede social. Poucas horas depois a ‘carta’ foi compartilhada e comentada por vários amigos e simpatizantes. “Enfim, alguém íntegro, de boa índole, um jovem como tantos outros, mas com um potencial extraordinário no que se diz defender a nossa terra”, diz a amiga Cléia Nunes. Veja na íntegra:

Caros,

Venho hoje, aqui, falar do meu amor por Curionópolis; falar um pouco da minha vida, das ‘decisões’; da minha (pouca, mas árdua) experiência; da minha fé; das minhas esperanças em Curionópolis. E mostrar minha disposição de assumir esta caminhada. Uma caminhada que vai ser longa e difícil, mas que com a ajuda de Deus e com a força de vontade será com certeza ‘saudável’.

Nasci, cresci, aprendi a ser criança nas ruas e avenidas de Curionópolis. Na adolescência fui posto diante da primeira ‘grande decisão’: sair do lugar que amava para buscar uma educação melhor. Saí, mas não deixei morrer dentro de mim meu amor por aquele que foi e sempre será minha casa – o meu ‘quintal’! Desenvolvi-me como homem, ouvindo histórias e colecionando relatos incríveis que me fizeram um eterno apaixonado pela história de minha terra natal.

Aos 23 anos outra ‘decisão’ me fez largar tudo pra cuidar da minha família, que, graças a Deus, foi abençoada e hoje não me vejo sem ela. Aprendi a ser mãe e pai graças a minha querida mãe Alaíde Costa (in memoriam) que me deu todo amor que um filho poderia ter. Abriu-me as portas pro mundo, me ensinou a ser forte e responsável logo desde cedo. Se a tive como um anjo aqui, hoje ainda a tenho noutro plano.

Trabalhando desde os 10 anos com meu pai (Felix Neto, ou, “Félix da Van” – que também outrora teve a mesma decisão que a minha), aprendi a dar valor às pequenas coisas, a observar o mundo de uma forma mais humana, a desenvolver o senso crítico de sempre querer o melhor de ‘um todo’, nunca só por mim.

Quanto à coragem, herdei do meu querido avô (Adelson Costa, eleito vereador em 2000, mas não assumiu devido seu bondoso coração parar naquela fatídica noite de 31/12/2000), um exemplo de homem honesto e íntegro que me ensinou ainda criança, a dar valor ao trabalho e lutar por aquilo que eu desejar. A decisão de estudar fora e buscar ser um ‘doutor’ (sic) foi influência dele também.

A derradeira grande ‘decisão’, assim como as demais, foi difícil, foram dias misturando a razão (família), emoção (medo) e paixão (por Curionopolis), mas tenho certeza que fiz a escolha certa. Disponho-me e participar diretamente das esperanças que tenho por minha terra natal e hoje informo aos meus amigos e familiares: MEU NOME ESTARÁ À DISPOSIÇÃO DA POPULAÇÃO DE CURIONÓPOLIS pleiteando uma vaga no legislativo nas eleições de 2016.

Que Deus continue a abençoar-me! Meu “torrão” estou voltando.

 Atenciosamente,

Flávio Costa

 

A vereadora Simone Moraes (PRP), de Eldorado dos Carajás, ao compartilhar a ‘carta’ escreveu: “Uma história de quem nasceu lutando e vencedor a cada batalha!

Essa não será diferente é apenas mais uma no meio de tantas que levarás com vitória, e darás continuidade ao nome de sua família ali dentro daquela cidade. Hoje como parlamentar vejo que Curionópolis necessita com urgência de nomes e perfis de pessoas que sejam comprometidas com o povo! E Digo ao povo de Curionópolis ai vem surgindo um novo vencedor e ele é alguém do coração de Deus”.

Flávio Costa pertence à numerosa Família Costa de Curionópolis, que teve como patriarca Adelson Costa, garimpeiro e ex-diretor do DETRAN local, e a matriarca Maria Amélia, a “Dona Amélia”. A notícia da pré-candidatura parece não ter pegado a família de surpresa, pelo contrário, a grande maioria já aguardava a formalização. “Jovem, determinado, justo e honesto”, disse a madrasta Elitis Suzana.

A família é bastante conhecida por um feito curioso: nas eleições municipais de 2000 o patriarca, Adelson Costa, e seu filho, Natanael Costa, foram eleitos vereadores no mesmo pleito, algo incomum no cenário político. Adelson faleceu na véspera de assumir a cadeira na Câmara Municipal, assumindo apenas seu filho.

Redação do Portal Canaã

Deixe uma resposta

+ Sobre