Em Curionópolis, produção de cobre da mineradora Avanco aumenta no trimestre – Portal Canaã

Em Curionópolis, produção de cobre da mineradora Avanco aumenta no trimestre

Curionópolis que  surgiu de dois povoados distintos, onde um deles formado no km 30 da rodovia estadual PA-275 que hoje é a sede do município; o outro povoado é a “Vila dos Garimpeiros”, formada ao pé da Serra Pelada vive um momento histórico com o aumento da produção de cobre.

Segundo comunicado divulgado pela mineradora Avanco Resources,  produziu 3.698 toneladas de cobre em concentrado, 109 toneladas acima do trimestre anterior, e 3.142 onças de ouro em concentrado, um montante 6,1% acima das onças produzidas no segundo trimestre. O resultado operacional poderia ter sido melhor. “Alguns desafios com perfuração e desmonte resultaram em uma redução de 10% no material lavrado durante o trimestre para 1,8 milhão de toneladas. Uma terceira plataforma de desmonte-perfuração chegou ao site e espera-se melhorar a produtividade”, diz a empresa.

Segundo a Avanco, a reconciliação da mina e o controle de teor se mostram consistentes, “com uma forte correlação com as reservas atuais. O novo modelo geológica dos recursos está progredindo e tem como foco melhorar a previsão de ouro e incluir 5.000 metros de sondagem adamantada recém-concluídas”

A produção de cobre em concentrado, até setembro, é de 10.792 toneladas enquanto a de ouro em concentrado chegou a 8.887 onças. Com o fluxo de caixa operacional de US$ 7,15 milhões, o que mostra um aumento de 25% frente ao trimestre anterior, o saldo de caixa no fim de setembro passou a US$ 28,5 milhões.

As próximas iniciativas para o crescimento da Avanco são o desenvolvimento do projeto Pedra Branca, com potencial para produzir 24.000 toneladas por ano de cobre e 16.000 onças por ano de ouro. O empreendimento iniciou sondagens com o propósito de ampliar as reservas e fornecer mais dados para um estudo de viabilidade definitivo (DFS, na sigla em inglês). De acordo com a campanha em andamento, o corpo mineral está aberto em extensão e profundidade.

A outra fonte de crescimento da mineradora é o projeto de ouro CentroGold, no Maranhão, que recentemente iniciou uma campanha de sondagem. “Antecipamos que a licença ambiental e a liberação da licença de instalação [LI] (o que permite a construção) devem ser recebidas até o terceiro trimestre de 2018”, diz o relatório trimestral divulgado na última quarta – feira (25).

 

COMENTAR VIA FACEBOOK

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.