O marqueteiro foi demitido…

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Wander José

A ideia de ter que esperar que alguém apareça com uma solução pronta para a campanha eleitoral , com um conteúdo e plano de trabalho pronto e fechado como nas eleições anteriores usando a figura do marqueteiro acabou .

Tal estratégia levou a sociedade a um comportamento passivo e acomodado durante as campanhas , fazendo com que a criatividade só surja em momentos de maquiagem, como, por exemplo: seu programa de governo com projetos em uma proposta que não funcionou ou que não teve apego popular e se você não encontrar uma solução rápida corre o risco de perder o pleito .
Hoje a situação é bem diferente as redes sociais e a interação direta do candidato com o eleitor é muito rápida através dos canais e grupos .

O que acontece hoje com a proliferação das redes sociais e os canais de informações é uma revolução no comportamento coletivo com uma interação entre o eleitor e candidato face a face em tempo real.

A criatividade é espontânea e você paralisa de pânico, ou tem uma boa ideia de bate pronto para convencer o eleitor que é a melhor opção de escolha e merecedor do seu voto .

Normalmente a boa ideia surge, nem que seja um bom argumento para validar o porquê seu projeto vai dar “certo ”. Então, por que deixamos que a criatividade apareça apenas quando não há mais possibilidades senão agir através do seu argumento ?

Minha sugestão é que você olhe para esse tema e use essa potencialidade antes que ela se torne emergencial.

Está na hora de retirar as anteninhas da criatividade da sua caixinha de medos , reseios e desejos deixar sua estrela brilhar novamente, revelando as infinitas capacidades que você tem para perceber uma situação de forma criativa e consolidada para convencer o eleitor .

Mas como refazer esse caminho?

Caminhando. Como as crianças aprendem? Através do universo lúdico. Ou seja, volte a ler boas histórias, ver bons filmes, boas músicas, boas conversas Consumir os canais de informações é uma ótima forma de ampliar sua percepção criativa.

Explire a pureza das crianças , elas também são muito boas na arte de perguntar.

Se a criatividade é a pedra da vez, a curiosidade é o termômetro do que as pessoas estão comentando .

Você precisa despertar a vontade de aprender mais, mais e mais, sempre mais sobre comunidades e grupos sociais .

A aprendizagem contínua é essencial para uma campanha sustentável no curto prazo até à reta final.

Questione, pergunte, investigue. Não se contente com conteúdos rasos, o Google está aí.

Milhares de informações interessantes estão ao alcance de um clique. Não importa o formato, seja podcasts, vídeos, audibooks, livros, ou palestras do TED, o importante é consumir diariamente conteúdos de valor.

Conteúdos que lhe façam pensar, refletir e ter novas ideias convincentes .

Outra importante chave da criatividade na campanha é enfrentar o medo de errar. Fomos condicionados a ter pavor dos julgamentos, como se nossa personalidade e essência originais dependessem de como os outros nos enxergam, um erro enorme para quem busca a criatividade.

O medo de inovar na campanha inibe a capacidade de criar novas ideias e diminuem o poder de convencimento .

Sendo assim, apenas com coragem e confiança é que você pode criar um cenário favorável e convidativo para a criatividade.

Quando nos permitimos permanecer nessa limitação, nos transformamos em meras cópias de outros concorrentes , o famoso “efeito manada”, em que um tem a coragem e a ousadia de inovar e a maioria apenas segue a tendência, sem questionar se faz sentido ou não.

Avaliação do que aconteceu nas últimas eleições presidenciais é importante e observar as lições aprendidas .

Vamos em frente.
Deus no comando.

Deixe uma resposta

+ Sobre