Mineração brasileira deve receber investimentos de US$ 40,44 bi até 2026

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Mineração na Amazônia. (Mario Tama / Staff/Getty Images)

O setor mineral brasileiro deve receber investimentos de US$ 40,44 bilhões entre o ano atual e 2026. É o que mostram dados compilados pelo Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram) e divulgados nesta terça-feira (26), relativos a aportes em projetos em andamento e programados em operações minerárias, infraestrutura e outros, como questões socioambientais.

FATURAMENTO E PRODUÇÃO EM QUEDA
A produção mineral brasileira recuou 13% no primeiro trimestre de 2021 na comparação com o mesmo período do ano passado, para 200 milhões de toneladas, enquanto o faturamento caiu 20% na mesma comparação, para 70,3 bilhões de reais, pressionado pela redução nos preços do minério de ferro.

A receita com a produção de minério de ferro recuou 33% no primeiro trimestre, para 32,7 bilhões de reais, enquanto o setor de ouro faturou 14% a menos, para 6,5 bilhões de reais. Já o segmento de minério de cobre registrou aumento de 30% para 5 bilhões de reais.
As exportações minerais brasileiras somaram 9,4 bilhões de dólares no primeiro trimestre, queda de 22,8% na comparação anual, com um recuo nas importações da China, principal cliente do minério de ferro do Brasil.

O preço do minério de ferro recuou 15,3% ante o primeiro trimestre de 2021, para 141,33 dólares por tonelada.
A exportação de minério de ferro do Brasil caiu de 81,3 milhões de toneladas para 72,3 milhões de toneladas no primeiro trimestre de 2022.

Com a redução do faturamento e preços, o total de tributos pagos pelo setor caiu 20% no primeiro trimestre na comparação anual, para 19,4 bilhões de reais.
Vamos em frente.



 

 

Já sabe quem são os candidatos do seu estado pra eleições 2022?

AC AL  AM  AP  BA  BRASIL  CE  DF  ES  GO  MA  MG  MS  MT  PA  PB  PE  PI  PR  RJ  RN  RO  RR  RS  SC  SE  SP  TO 

Deixe uma resposta

Ofertas