Em Marabá, Buritirama assina acordo para se tornar a primeira mina com energia 100% renovável do país

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Medida pioneira abastecerá empresa com energia limpa Foto: Divulgação / Buritirama

A Buritirama Mineração, empresa do Grupo Buritipar e que detém a maior mina de manganês da América Latina, desponta como a primeira mineradora do país a implantar um sistema de geração de energia limpa para abastecer sua operação em Marabá (PA). Em parceria com a fabricante de baterias MicroPower, a companhia mira o futuro da sustentabilidade na mineração brasileira, com um completo sistema de geração de energia solar, que estará em operação em até seis meses.

“Somos uma empresa que respeita o meio ambiente e a sociedade como um todo. Acelerar nossa transição para esta ação inédita é importante para o Brasil, para nossos clientes e para as próximas gerações. Este é o primeiro passo em nosso relacionamento crescente com a MicroPower no desenvolvimento de projetos sustentáveis”, afirma João Araújo, presidente da Buritirama Mineração.

Para o fundador e CEO da MicroPower-Comerc, Marco Krapels, a iniciativa é fundamental para o desenvolvimento do país, que está se abrindo para uma nova realidade. “Estamos muito satisfeitos com esta parceria. Empresas do mundo todo estão começando a classificar os fornecedores com base na sustentabilidade, preocupadas com a origem e como os materiais são produzidos. O compromisso da liderança da Buritirama em fazer a transição de seu negócio de mineração em 100% renovável é impressionante!”, afirma.

  Chamada Vale recebe cadastro de cerca de 3 mil projetos

A mina operada pela Buritirama, em Marabá, estado do Pará, será abastecida com energia limpa e contará, ainda, com baterias de longa duração fornecidas pela Tesla, que suprirão a demanda energética mesmo quando não houver incidência de raios solares. “O Brasil tem grande abundância de recursos naturais, incluindo solar e eólica, sendo uma forte vantagem no mercado mundial. Estamos muito contentes em ajudar a empresa neste objetivo”, conclui Krapels.

Deixe uma resposta

Leia mais