Aurélio Goiano vence por 3 a 0 e justiça anula cassação na Câmara

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Vereador Aurélio Goiano(psd) / Divulgação

O vereador Aurélio Ramos de Oliveira Neto, o Aurélio Goiano (PSD), venceu mais uma disputa contra os pares da Câmara Municipal de Parauapebas que o cassaram em outubro de 2021.

Na manhã de hoje, segunda-feira (1º), a 2ª Turma de Direito Público do Tribunal de Justiça do Estado do Pará deu provimento recurso interposto por Aurélio Goiano e confirmou liminar que havia sido concedida pelo desembargador Mairton Marques Carneiro, em fevereiro deste ano, determinando o retorno imediato dele ao exercício do cargo.

Nos termos do voto do relator do recurso, desembargador Mairton Marques Carneiro, o processo disciplinar que tramitou na Câmara de Vereadores de Parauapebas não é válido porque os vereadores Joel Pedro Alves e Elvis Silva Cruz confessarem serem suspeitos no assunto e mesmo assim não foi realizada outra sessão para decidir sobre o recebimento da denúncia por quebra de decoro parlamentar, desta vez com os suplentes dos dois.

A decisão da 2ª Turma de Direito Público foi unânime e os desembargadores José Maria Teixeira do Rosário e Luiz Gonzaga da Costa Neto acompanharam o voto do relator, resultando em três votos favoráveis a Aurélio e nenhum contrário.

PROCESSO

A decisão do desembargador Mairton Marques Carneiro em fevereiro atendeu agravo de instrumento interposto por Aurélio após o juiz Lauro Fontes Júnior, da Vara de Fazenda Pública de Execução Fiscal da Comarca de Parauapebas, negar pedido de concessão de liminar que requeria o retorno dele à Câmara Municipal.

  Candidatos a federal, Keniston Braga, Joelma Leite e Aurélio Goiano já estão registrados no TSE

Aurélio é o único edil que faz oposição à administração de Darci Lermen, tendo adotado postura crítica e combativa à gestão do prefeito de Parauapebas e realizado diversas denúncias, tanto no púlpito quanto no Ministério Público do Estado do Pará. Esta posição sempre gerou constantes embates entre ele e os colegas de plenário, uma vez que todos os outros vereadores compõem a base do governo. Aurélio Goiano sempre denunciou ter sido vítima de perseguição política no processo que o afastou do cargo.

O desembargador, ao analisar a decisão do juiz local, observou que o próprio magistrado reconheceu a existência de vários vícios na condução do processo administrativo.

Fonte: Correio de Carajás 



 

 

Já sabe quem são os candidatos do seu estado pra eleições 2022?

AC AL  AM  AP  BA  BRASIL  CE  DF  ES  GO  MA  MG  MS  MT  PA  PB  PE  PI  PR  RJ  RN  RO  RR  RS  SC  SE  SP  TO 

Deixe uma resposta

Ofertas