I Festa Literária de Santarém atrai aproximadamente 75 mil pessoas

Foto: Mauro Nayan/PMS

A I Festa Literária está consolidada em Santarém. Foram 9 dias de debates, apresentações culturais, rodas de conversas e muitas leituras garantidas com a venda de milhares de livros. Segundo o representante da Associação Nacional das Livrarias (ANL), Robério Silva, foram aproximadamente 75 mil pessoas visitando o Espaço Pérola do Tapajós, superando a expectativa da organização.

A I Feira Literária foi realizada em extensão com a 23ª Feira PanAmazônica do Livro e das Multivozes. Iniciativa do Governo do Estado do Pará, por meio da Secult, em parceria com a Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (Semc). Um espaço de convivência, de difusão da cultura e que agregou valores de cidadania por meio da leitura.
“Estamos felizes, pois a feira mais do que um espaço de comercialização de livros, se consagra no papel de aproximar leitores e escritores para a construção da cidadania. Este tem sido nosso propósito desde o início, associando ao ato da leitura a perspectiva de estimular o pensamento crítico”, afirmou o titular da Secretaria Municipal de Cultura, Luis Alberto Figueira.

A I Festa Literária democratizou a leitura e deu a oportunidade para que crianças, jovens e adultos vivenciassem a valorização do escritores e músicos da região oeste do Pará. Foram textos nos mais diferentes gêneros, no incentivo inicial ou como leitores habituais. “Mais uma vez procuramos oferecer a possibilidade de, além de proporcionar o acesso aos livros, dar sua contribuição para os educadores com o Credi-livro, porque sabemos da importância do aperfeiçoamento e a formação dos professores. Com o apoio do governo municipal os educadores contribuem para a formação de leitores e abrem as portas do conhecimento e da imaginação. Uma vez tornados leitores, usufruem da liberdade de pensamento, condição indispensável para a cidadania plena”, finalizou o Prefeito de Santarém, Nélio Aguiar.

COMENTE VIA FACEBOOK

Deixe uma resposta