A Secretaria de Estado de Saúde do Pará (Sespa) coletou nesta terça-feira (16) amostras de sangue de uma criança de dois anos que teria morrido vítima da febre maculosa. O material será analisado pelo Instituto Evandro Chagas, em Belém.

De acordo com a Sespa, a doença não tem registro no Pará há 17 anos. A paciente, que era de Parauapebas, apresentou sintomas de febre e inflamação na garganta após ser picada por um carrapato.

O exame no Instituto Evandro Chagas vai identificar se essa foi a causa da morte. Uma equipe da Vigilância em Saúde da Sespa esteve em Parauapebas para acompanhar o caso.