A Avanco Resources, empresa australiana de exploração e desenvolvimento de cobre no Brasil, divulgou nesta segunda – feira (10), a campanha de sondagem que vai complementar o atual estudo de viabilidade definitivo, para isso inicia a avaliação do entorno do corpo mineral do segundo e maior projeto da mineradora o projeto Pedra Branca, nas proximidades da Vila Feitosa em Canaã dos Carajás.

Segundo a mineradora, a sondagem no projeto Pedra Branca terá inicialmente 5.000 metros com os objetivos de determinar a extensão da camada mineralizada, aumentar os recursos e fazer a sondagem detalhada dos recursos inferidos com o propósito de elevar esses recursos em categoria.

O projeto Pedra Branca é considerado  o segundo e maior projeto de cobre da mineradora  Avanco, que opera no Brasil por meio da AVB Mineração, e fica a aproximadamente 50 quilômetros da mina Antas, em Curionópolis (PA), que entrou em operação em maio do ano passado. A mineradora dispõe de diversos direitos minerários adjacentes à mina e ao projeto Pedra Branca.

A mineradora diz que o projeto, composto por Pedra Branca West e East, hospeda dois depósitos verticais e em profundidade do tipo IOCG (Iron Ore Copper Gold). Na porção East, o potencial de desenvolvimento foi demonstrado por meio de um estudo recente e preliminar de viabilidade (PFS). Segundo o estudo, a produção pode ser iniciada em 2020, com capacidade para 24.000 toneladas de cobre e 16.000 onças de ouro por ano ao longo de 10 anos.

A sondagem no projeto Pedra Branca West está em andamento e todos os resultados serão usados para elaborar um estudo definitivo de viabilidade (DFS, em inglês). O PFS do projeto Pedra Branca identificou o depósito Canaã West como uma potencial fonte de aumento de recursos uma vez que está dentro de uma distância razoável de transporte de caminhão de Pedra Branca. “O programa de exploração em Canaã West vai começar com um amplo levantamento EM [eletromagnético]”, diz a mineradora em nota.