Especial: Por que se morre e se mata tanto no país?

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

 

Mata-mata no Brasil: Números assustadores

Mais pessoas são assassinadas todos os anos no Brasil do que em qualquer país do mundo.

Em 2012 e em 2013 foram registrados mais de 50 mil homicídios por ano no país, uma taxa de mais de 26 mortes por 100 mil habitantes. Ou seja, a cada grupo de 4.000 pessoas da população de pouco mais de 200 milhões no país, uma é assassinada por ano. De cada dez homicídios registrados no planeta, um ocorre no Brasil, que tem só 2,8% da população global.

O número é assustador, e a realidade pode ser ainda pior se se pensar que homicídios são uma pequena parcela dos casos de violência – o que faz a população viver sob clima de total falta de segurança, causa perdas econômicas e deixa até o sistema democrático sob ameaça.

Você é a favor ou contra o porte legal de armas? O portal Canaã quer saber sua opinião. Comente aqui.
A Favor
149 Vote
Contra
48 Vote

Um país não civilizado

Nove pesquisadores, brasileiros e estrangeiros, discutem por que se mata tanto no país, pois entender as causas da violência pode ser o princípio rumo a uma sociedade mais pacífica.

O alto número de mortes violentas no Brasil faz com que alguns estudos apontem a uma “falta de civilização” na sociedade do país.

A formação histórica do Brasil se deu com base em processos que envolviam a violência e a exclusão social — e isso tem relação direta com o elevado número de homicídios registrados.

Como chegamos aqui?

O que fez com que o Brasil se tornasse recordista mundial de mortes (mesmo que não seja o que tem a maior taxa proporcional de homicídios)? É impossível dar uma única causa para isso, mas estudos apontam que o crescimento nesse tipo de crime ocorreu nas últimas décadas e está relacionado a problemas do Estado, à impunidade, ao fácil acesso a armas, ao tráfico de drogas e a fatores culturais.

Cidade Partidas

A maior parte dos homicídios registrados no Brasil ocorre em regiões pobres das grandes cidades. Isso gera uma percepção de divisão da cidade em áreas mais seguras e áreas mais perigosas. A população passa a dar valores diferentes à vida humana, dependendo de onde ela está, e é comum ver uma aceitação maior da violência nas favelas como algo normal, por mais que não seja.

Impunidade

Relacionada à ineficiência do Estado, a impunidade é uma importante causa do alto número de mortes no Brasil. A falta de investigação e de punição para quem comete homicídios é apontada como um incentivo a esta resolução privada de conflitos. Se o Estado não dá uma resposta, as pessoas podem preferir agir por conta própria, confiantes de que não vão ser responsabilizadas.

O que lemos acima faz parte de uma matéria especial produzida pela UOL notícias, trazendo dados, documentários e opiniões de especialistas sobre o assunto no Brasil.

Redação do Portal Canaã

 



 

 

Já sabe quem são os candidatos do seu estado pra eleições 2022?

AC AL  AM  AP  BA  BRASIL  CE  DF  ES  GO  MA  MG  MS  MT  PA  PB  PE  PI  PR  RJ  RN  RO  RR  RS  SC  SE  SP  TO 

Uma resposta em “Especial: Por que se morre e se mata tanto no país?”

A receita para acabar com a violência no Brasil
(o caminho estreito, longo e árduo(em oposição ao caminho largo e curto(o caminho do satã)))

Porque acham que endurecer leis somente vai diminuir a violência se as cadeias estão lotadas.
E a policia brasileira é uma das que mais mata no mundo.

Será que endurecer leis é a melhor resposta sempre.
Algumas leis brasileiras estão defasadas e precisam ser atualizadas.
Mas é preciso ir além.

Sabemos que os maiores consumidores de pó, propulsor numero 1 da violência urbana, estão na classe média pra cima.

Vamos dar algumas dicas que podem ajudar um pouco nisso(incluindo algumas reformas penais).

Distribuir melhor a renda.
Garantir e respeitar todos os direitos de crianças e adolescentes(isso inclui fundamental e médio).
A medida do possível acabar com festas, carnaval, feriados religiosos e similares.
Estimular entretenimento saudáveis e agregador como esportes, jogos, teatro, cinema, leitura, etc.
Repaginar as cidades e separar bares, boates, zonas, etc das áreas residenciais.
Toda concessão pública de Radio e TV devem disponibilizar pelo menos e em forma de rodizio nas grandes redes, 45 minutos/dia para uma programação independente e cidadã.
Desestimular o consumo de álcool e drogas em geral e estimular a alimentação vegetariana e especialmente a vegana.
Pesquisas apontam que vegetarianos e veganos em média são indivíduos mais calmos e raciocinam melhor em situação crítica.
Também é comprovado que os veganos são mais resistentes a vícios em geral(álcool, drogas, sexo, consumismo, etc).

Estimular, por meio de uma reforma(AGRÁRIA), moradores de áreas urbanas precárias, como favelas e bairros imundos, a se mudarem para o campo(área rural).

Todo processo criminal deve ser encerrado em terceira instancia com prisão em segunda instancia(isso já acontece).
Todo crime contra a vida deve ter pelo menos 2/3 de pena cumprida.
Acabar com o limite de trinta anos.

Não substituir penas menor de 4 anos por dinheiro ou serviço comunitários.
Pequisas sérias feitas nos EUA comprovam que tolerância com crime menores serve de base cultural para a pratica de crime mais graves, como sequestro, roubo,latrocínio, homicídio, etc.

Deixe uma resposta

Ofertas