Avanco inicia produção de concentrado de cobre em Curionópolis

A Avanco Resources informou nesta segunda-feira (7) que a planta de flotação produziu o primeiro concentrado de cobre na mina Antas North, em Curionópolis.  A mineradora australiana está no cronograma para concluir o comissionamento e a transição para atingir um ritmo estável de produção comercial.

Na área de flotação da mina de cobre, as células fornecidas pela Outokumpu e as bombas de pistão e células tipo Scavenger estão em operação e apresentando bom desempenho, afirmou a Avanco em comunicado enviado hoje ao mercado. Os diretores da empresa disseram que a primeira produção de concentrado foi “um resultado excepcional”, considerando a velocidade com que as operações de britagem, moagem e de flotação foram estabelecidas.

O circuito de limpadores tipo Denver, incluindo células limpadoras, células limpadoras tipo scavenger e bombas associadas foram comissionadas e estão operando bem, de acordo com a mineradora australiana. O sistema de dosagem de reagentes de flotação também está totalmente funcional na mina de cobre.

O concentrado final de cobre gerado pelas células de flotação retornou ensaios de aproximadamente 28% de cobre, confirmando que o minério de Antas North responde bem à flotação e que a qualidade da produção atende às especificações comerciais. Os trabalhos rotineiros de amostragem, relatório e controle metalúrgico já começaram na mina, informou a mineradora no comunicado desta segunda-feira.

O espessador, que tem 15 metros de diâmetro, está sendo comissionado. O equipamento recebe polpa diluída de concentrado de cobre da flotação, que está sendo espessada para diminuir a umidade para aproximadamente 30%. O concentrado será recuperado no espessador e direcionado para o filtro do tanque de alimentação. Posteriormente, segundo a Avanco, o material será bombeado no filtro da Metso para reduzir a umidade ainda mais, em torno de 8%, para ser carregado em contêineres. O primeiro embarque de concentrado de cobre está marcado para abril.

A mineradora disse ainda que a instalação do moinho de bolas, sob supervisão da Metso, continua. O ramp-up, de aproximadamente 65 toneladas por hora ou 500 mil toneladas por ano, está projetado para começar antes do fim de março.

O tanque de alimentação de polpa está funcionando bem e localizado perto do moinho, recebendo um overflow. Esse tanque elimina oscilações no circuito de moagem, facilitando a estabilidade das condições de alimentação para flotação. As atividades estão no cronograma para começar o comissionamento da planta integrada antes do fim deste.

Noticias de Mineração

Deixe uma resposta