“É uma organização criminosa”, afirma delegado Antônio Carlos

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
TV LIBERAL

Em entrevista ao Jornal Liberal 2º Edição, o delegado delegado Antônio Carlos Cunha Sá, que coordenou a operação “Desfecho”, deflagrada na manhã desta terça-feira (18) nos municípios de Parauapebas e Canaã dos Carajás, fez algumas afirmações que devemos levar em consideração.

 

 

 

 

“É uma organização criminosa, instalada dentro da Secretaria de Educação, liderada, com certeza pela secretária de Educação aja vista que ela é a ordenadora de despesas”, afirmou o delegado.

 

Segundo o delegado da PF, desde 2013 que o esquema estava em andamento e contabiliza-se pelo menos R$ 7 milhões desviados.

“Absurdamente eles realizavam despensa de licitação absolutamente injustificada e utilizavam toda sorte de expediente fraudulentos, falsificavam planilhas de medição, inseriam nas planilhas veículos que não correspondiam aos veículos cujo os valores eram repassados”. ressaltou o delegado

Basicamente o esquema funcionou por meio de contratos de supostas empresas prestadoras de serviço voltado ao transporte escolar de alunos da zona rural, entretanto a PF detectou que neste esquema, duas empresas se revezaram nesta suposta prestação de serviço com o objetivo deliberado de desviar recursos.

 

 

 

Você pode assistir a entrevista no link: http://globotv.globo.com/rede-liberal-pa/jornal-liberal-2a-edicao/v/pf-prende-servidores-publicos-acusados-de-desviar-dinheiro-publico-em-parauapebas/4403590/

 

J.C. | Redação do Portal Canaã

 

Veja também:  Número de recuperados da covid-19 chega a 195 em Canaã dos Carajás

Uma resposta

  1. Na minha opiniao ja ta mais duquer na hora de fazer um limpa geral tanto no legislativo como no execultivo pois quem ficou para irricar com promessa foi santo e santo nao precisa de nada e os santos de maraba precisa de saude educacao e seguranca.e nada temos o q temos muito na nossa Regiao e currupcao e abuso de poder.

Deixe uma resposta

+ Sobre

Coronavírus

Ultimas notícias