Pará vai receber mais 80 respiradores do Governo Federal para ampliar leitos de UTI

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Foto: Bruno Cecim / Ag.Pará

O Pará deve receber, na tarde desta quinta-feira (30), 80 respiradores enviados pelo Ministério da Saúde para ampliar a oferta de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) voltados a pacientes com sintomas da Covid-19. De acordo com o secretário de Estado de Saúde Pública, Alberto Beltrame, que esteve em Brasília (DF) em reunião com o ministro da Saúde, Nelson Teich, na tarde de hoje, o carregamento inclui também mais equipamentos de proteção individual (EPIs) destinados a quem está na linha de frente do combate à pandemia.

O Estado já recebeu 62 mil testes rápidos para diagnóstico de Covid-19. Alberto Beltrame aproveitou a reunião com Nelson Teich para pedir mais 60 mil testes, além de outros kits para o exame tipo RT-PCR, considerado “padrão ouro” para esse tipo de diagnóstico, feito no Laboratório Central do Estado (Lacen). “O Governo Federal nos informou que serão enviados, e espero que haja regularidade no fornecimento. Testar pessoas nos ajuda a dimensionar o tamanho da crise, da emergência na saúde e a quantidade de pacientes, o que nos leva a garantir os tratamentos adequados”, explicou o titular da Sespa (Secretaria de Estado de Saúde Pública).

Mais leitos – Independentemente do apoio da União, o governo do Estado continua aumentando o número de leitos de tratamento intensivo na Região Metropolitana de Belém, que concentra o maior número de casos e de mortes pela doença. Ainda nesta quarta-feira (29), o Hospital de Campanha montado no Hangar – Centro de Convenções da Amazônia, em Belém, recebeu 11 novos leitos de terapia intensiva, totalizando, agora, 35. Outros oito monitores e respiradores vindos de São Paulo (SP) devem aumentar a oferta para 43 nos próximos dias. Na Fundação Santa Casa do Pará, também referenciado para tratamento de Covid-19, o número de UTIs passou de 10 para 18 nesta semana.

Uma das 11 unidades de referência para o atendimento a pacientes em estado grave de Covid-19, o Hospital Regional Dr. Abelardo Santos (HRAS), em Icoaraci, distrito da capital, passa a funcionar também como pronto-socorro para pessoas com sintomas da doença, diagnosticadas ou não, a partir das 13 h desta quinta-feira (30). Dessa forma, é possível buscar atendimento diretamente no local, sem necessidade de passar antes por outra unidade de saúde.

Deixe uma resposta

+ Sobre