“No Pará é uma vergonha o que o Poder Público gasta com asfaltamento de ruas”, diz Deputado Federal

O Deputador Federal, Zé Geraldo (PT), falou na tribuna da Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (22) direcionado as demoras dos licenciamentos ambientais, a falta estrutura de órgãos responsáveis, entre outros assuntos, para daí poder chegar no assunto do Pedro do Lourenço tecendo críticas a forma como municípios investem em época de eleição .

Falou da incapacidade operacional do IBAMA no Pará, onde os responsabilidades são transferidas para Brasília assim as empresas passam a tocar conta dos seus próprios interesses.

É como você colocar a Raposa para tomar conta do galinheiro, há uma fome de lucro nesse país, muitas vezes se quer ter muito lucros mas não se prima pela qualidade.

Partindo dessa colocação o Deputados fez críticas às obras do Brasil, citando especialmente estado do Pará e seus municípios.

O que tem de porcaria de obra feita por esse país a fora, que com poucos anos (4, 5 as vezes com 2 anos) já começam a dar defeito

Direcionando ao Pará.

No Pará, no meu estado do Pará, é uma vergonha o que o Poder Público gasta com asfaltamento de ruas, lá se chama de asfalto sorrisol, que com as primeiras chuvas o asfalto acaba.

Veja também:  Empresa envasadora de água é interditada por irregularidade no Pará

…Dificilmente é feito um asfalto em uma rua de qualquer cidade do pará que dure 4 anos

Depois que responsabilizou os municípios o Deputado direcionou as críticas ao Governo Estadual, dizendo se aproveitar dos períodos das eleições para fazer esses trabalhos.

Ao se direcionar ao Derrocamento do Pedral do Lourenço, o Deputado ressaltou que a bancado do Pará  esteve sempre empenhado por esse projeto e ressaltou a contratação que agora está feita com duração de 5 anos para conclusão. Lembrou ainda que a obra custará 520 milhões e que sendo 140 metros  poderá tardar a licença no IBAMA. Indicando que sendo uma obra menor, podeira evitar tanto gastos.

O Deputado irá propor uma audiência pública na comissão da amazônia.

Assista a todo o pronunciamento:

 

Redação do Portal Canaã

COMENTE VIA FACEBOOK

Deixe uma resposta