Homem é preso acusado de estuprar sobrinha e enteada na Zona Rural de Canaã

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Um homem identificado como Bernardo foi preso na tarde ontem, 10, acusado de estuprar duas crianças, uma de 11 e outra de 8 anos de idade a mais velha era enteada do acusado e a mais nova, sobrinha. Os abusos, segundo informações, ocorriam desde o mês passado na localidade conhecida como Vila Bom Jesus, Zona Rural de Canaã dos Carajás.

O caso chegou ao conhecimento das autoridades no último dia 24 de agosto, quando as mães das crianças procuraram a Polícia Civil para denunciar que as filhas haviam sido abusadas sexualmente pelo acusado. “Uma das mulheres que nos procurou vivia maritalmente com o acusado, ou seja, ele era padrasto da criança de 11 anos. Ela veio percebendo uma mudança de comportamento da filha e fez a denúncia juntamente com a mãe da outra menor que ele também havia abusado”, destacou o investigador Roque Barbosa.
O mandado de prisão preventiva contra o acusado foi expedido pela Juíza Katia Tatiana Amorim De Sousa e cumprido pela equipe de Polícia Civil da Terra Prometida. “No momento da prisão nós só tínhamos o endereço dele as características de sua motocicleta, não tínhamos nenhuma foto. Quando chegamos no local ele tentou nos despistar dizendo que o verdadeiro procurado acabara de sair da casa, mas foi pelos detalhes da motocicleta que nós descobrimos que ele era a pessoa que estávamos em busca”.

Vizinhos de Bernardo disseram estar surpresos com as acusações. “Eu mesmo não acredito que ele tenha feito isso. Ele sempre foi uma pessoa muito trabalhadora. Essa mulher dele que vivia se metendo com gente errada lá pelas bandas da casa mãe dela, onde é cheio de gente drogada. Se esse estupro aconteceu foi por lá, mas eu não acredito que o Bernardo tenha feito uma coisa dessa”, disse Edimar Pereira.

Adeilton também saiu em defesa do acusado. “Eu conheço ele há uns seis anos já, ele nunca se meteu com coisa errada e não acho que ele fosse capaz de fazer uma coisa dessas com alguém. Se ele fosse culpado, ele teria fugido logo depois que a polícia ligou para ele, mas ele disse que não ia fugir porque não devia nada para ninguém”, relatou o comerciante.

Na manhã desta quinta-feira, 10, uma guarnição da Polícia Militar retornou ao local onde o acusado foi preso, para tentar encontrar indícios que possam comprar a autoria de outros crimes.
As vítimas foram encaminhadas para o município de Parauapebas onde passarão por exames. O acusado de 45 anos será indiciado por estupro de vulnerável podendo ficar recluso por até 30 anos.

Deixe uma resposta

Leia mais