Polícia Civil prende integrantes de associação criminosa em Santarém

A Polícia Civil divulgou, nesta quinta-feira (17), os resultados da operação policial denominada “Conexão Tipizal II”, realizada para prender integrantes de uma associação criminosa envolvida em assaltos a banco, tráfico de drogas, homicídios e arrombamentos de caixas eletrônicos e em empresas, na região de Santarém, oeste paraense. Iniciada nesta quarta-feira (16), quando equipes policiais foram às ruas da cidade para cumprir mandados judiciais, a operação policial finalizou com quatro presos, além da apreensão de carros usados pelo bando e de equipamentos de bloqueio de sinais de alarmes e câmeras de vigilância. Um dos presos está envolvido no assassinato de um investigador da Polícia Civil do Amazonas ocorrido em Manaus.

Polícia Civil prende integrantes de associação criminosa em Santarém

Pelas investigações, o grupo criminoso atuava no trecho de Belém a Manaus nas práticas criminosas. Os presos foram localizados em uma casa, localizada na Comunidade Castela, às margens do rio Maicá, periferia de Santarém. No momento das prisões, explica o delegado Jamil Casseb, titular da Superintendência da Polícia Civil na região do Baixo Amazonas, foram apreendidos diversos equipamentos e ferramentas. Parte dos materiais estava guardada em dois carros e a outra parte foi encontrada dentro da casa. A casa pertence a Darlison da Silva Gonçalves, de apelido Dadá, que foi preso. “Ele tem extenso relacionamento com crimes registrados em Santarém e que estava dando suporte local aos integrantes do grupo criminoso”, explica o policial civil.

Além dele, foi preso no local José Alberto da Silva Espinheiro Filho, foragido da Justiça, e envolvido em crimes na região Nordeste do Pará. Outro preso é Cristiano Rodrigues Batista, paraense de Monte Alegre, que tem passagens pela Polícia da região. O quarto preso é Walisson Ferreira Lima, que é foragido da Justiça, e que já foi preso na capital amazonense pelo assassinato de um investigador de Polícia Civil, mas que atualmente estava foragido. Em 2009, ele chegou a ser indiciado em inquerito, em Santarém, por atuar como motorista de assaltantes que agiam em todo Brasil e em países do Mercosul, na época. Ainda, conforme o delegado, o grupo criminoso é investigado por ter ligação com um homicídio recente ocorrido na comunidade de Tipizal, em Santarém.

Um carro utilizado nesse crime foi levado para a área urbana de Santarém juntamente com os dois veículos apreendidos na operação policial. Os carros apreendidos estão no pátio da 16ª Seccional Urbana de Santarém. Os equipamentos apreendidos, segundo o delegado, são utilizados em assaltos de grande porte, com possibilidade de romper estruturas resistentes, e são equipamentos especializados para destruição de caixas eletrônicos. “Esse sofisticado equipamento de bloqueio de sinais de alarmes e câmeras de vigilância é largamente utilizado por quadrilhas especializadas em furtos e roubos a bancos, como diversos macacos hidráulicos, ferramentas pneumáticas e outros utensílios adaptados industrialmente para prática de crimes”, explica.

A operação foi comandada pelo delegado Jamil Casseb, com participação da equipe da Seccional Urbana de Santarém, tendo à frente o delegado Germano do Vale, e NAI (Núcleo de Apoio à Investigação), sob comando do delegado Silvio Birro. “As ações policiais estão sendo desencadeadas em toda região do Baixo e Médio Amazonas com a intensificação do monitoramento das atividades de grupos criminosos de diversas regiões do país, que estão tentando se articular localmente para pratica de crimes com uma complexa estrutura de relacionamentos”, detalha o delegado Casseb. A prisão faz parte de uma integração de trabalho entre as unidades operacionais da Polícia Civil em Santarém e nos municípios vinculados à Superintendência para coibir ações criminosas na região. Equipes de investigação continuam buscas em Santarém e em municípios vizinhos, para prender outros integrantes da associação criminosa, além de apreender armamento, veículos e equipamentos que estariam na cidade.

COMENTE VIA FACEBOOK

Deixe uma resposta