Unifesspa recebe avaliadores do MEC e processo de Recredenciamento Institucional é iniciado

Avaliadores do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC), iniciaram na manhã desta segunda-feira (16) o primeiro dia de atividades do Ato de Recredenciamento Institucional da Universidade Federal de Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa).

A equipe de avaliadores foi recebida no Gabinete da Reitoria, em Marabá, pelo reitor da Unifesspa, Prof. Dr. Maurílio Monteiro, e pela vice-reitora, prof. Dra. Idelma Santiago. Também participaram da reunião de recepção o Pró-reitor de Ensino de Graduação, prof. Elias Fagury e o presidente de Comissão Própria de Avaliação (CPA), prof. José Amilton de Souza.

Na oportunidade, o reitor da Unifesspa deu boas-vindas aos avaliadores, apresentou alguns dados relativos à estrutura da Unifesspa, além de destacar os desafios e avanços que a instituição teve ao longo de seus seis anos. Monteiro falou ainda sobre o processo de criação e consolidação da Unifesspa, os impactos que ela promove na região, e finalizou a reunião desejando bom trabalho aos avaliadores.

A agenda de trabalho da equipe de avaliação segue com reuniões com a comunidade acadêmica ao longo do dia. Às 11h, no auditório da Unidade III, será realizada reunião com os técnicos administrativos. Já às 17h, os avaliadores se reunirão com os estudantes no auditório da Unidade II, e às 18h com os docentes da instituição. Haverá transporte interunidades para o deslocamento da comunidade acadêmica.

 

No período de 16 a 19  de setembro, a Unifesspa vai passar pelo processo de recredenciamento institucional junto ao Ministério da Educação (MEC). Trata-se de uma avaliação externa, realizada por uma comissão do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacional Anísio Teixeira (Inep), que irá conferir os padrões de qualidade da Universidade.

A Unifesspa será avaliada em cinco eixos: planejamento e avaliação institucional; desenvolvimento institucional; políticas acadêmicas; políticas de gestão; e infraestrutura. Durante a visita in loco, os avaliadores do Inep vão atribuir notas, que variam de 1 a 5, a cada um desses eixos, chegando ao conceito institucional pela média aritmética.

O resultado dessa avaliação é considerado fundamental para garantir o recredenciamento enquanto universidade e para a manutenção da autonomia universitária. Por isso, segundo a comissão interna de avaliação, a colaboração de todos é fundamental para uma boa avaliação. Estudantes, professores e técnicos-administrativos devem estar atentos sobre como funciona o processo avaliativo e como podem participar e contribuir para mostrar o que a universidade tem de melhor.

COMENTE VIA FACEBOOK

Deixe uma resposta