Nível de Inclusão e Acessibilidade na Unifesspa sobe 2.600% desde sua criação em 2013 – Portal Canaã

Nível de Inclusão e Acessibilidade na Unifesspa sobe 2.600% desde sua criação em 2013

Foto: Reprodução/Unifesspa

Desde que foi criada e dentro de sua política institucional, a Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) promove a inclusão e a acessibilidade na comunidade acadêmica.

Em 2014, quando o Núcleo de Acessibilidade e Inclusão Acadêmica (Naia) foi criado, tudo era muito novo e incipiente. A professora Lucélia Cavalcante era técnica no setor e dois bolsistas a auxiliavam. O trabalho foi crescendo e, com ele, os desafios aumentaram.

Neste período inicial a Universidade recebeu 3 alunos com deficiência. De lá para cá, a Unifesspa já garantiu o ingresso de 78 Pessoas com Deficiência na instituição, caracterizando um aumento de 2.600%.

A Unifesspa já se destacava no cenário nacional, quando há dois anos atrás em sua Política de Ações Afirmativas de Acesso – criou uma Resolução Interna na qual reservava duas vagas para pessoas com deficiência (PcD).

Atualmente, 7,8% da população do estado do Pará são de Pessoas com Deficiência. A Unifesspa garante de 3 a 4 vagas para PcDs nos 40 cursos de graduação existentes na Universidade.

As pessoas com deficiência que escolhem a Unifesspa pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) podem contar com o apoio do Naia que atualmente possui 8 técnicos, entre eles 2 intérpretes de Libras contratadas em 2018, além de 21 bolsistas que atuam como Apoiadores nas atividades acadêmicas.

Pessoa com Deficiência e seu Ingresso e Permanência na Unifesspa

Após a escolha do curso, o(a) candidato(a) com deficiência passa bela Banca de Verificação formada por uma equipe multiprofissional que tem um olhar sobre a condição da deficiência e que dentro de 4 dias analisa laudos e exames para o deferimento da vaga.

A Política de Permanência da Unifesspa também é atrativa haja vista que possui um fluxo contínuo de cotas para os discentes que necessitem de auxílio. O auxílio permanência destina-se ao estudante que se encontre sem condições de arcar com o custo parcial ou integral de transporte, alimentação e material didático-pedagógico.

Libras na Unifesspa

As duas intérpretes de Libras do Naia Misserlani Moreira e Carla Andreza Reuter apoiam os surdos da Unifesspa em suas atividades, promovem tradução nos eventos da instituição, além de realizar cursos de Libras para servidores, alunos e pessoas da comunidade.

Este ano, o Naia promove neste primeiro semestre 2 cursos de Libras (Básico e Avançado) e no segundo semestre (Básico e Intermediário). O curso Avançado ofertado neste semestre atenderá os alunos que concluíram o nível Intermediário em 2017 entre outros candidatos(as).

Ajuda Técnica e Materiais Inclusivos

A ajuda técnica compreende os produtos, instrumentos, equipamentos ou tecnologia adaptados ou especialmente projetados para melhorar a funcionalidade da pessoa com deficiência ou com mobilidade reduzida e favorecer a autonomia pessoal, total ou assistida.

A equipe do Naia também tem criado materiais inclusivos para pessoas com deficiência visual ou pessoas com baixa visão já que uma vez dentro da sala de aula, os deficientes visuais precisam de ferramentas para poder acompanhar as disciplinas.

Espaço, equipamentos e mobiliário adquirido

A Unifesspa por meio do Naia investiu no ano passado R$ 157.537,94 (cento e cinquenta e sete mil, quinhentos e trinta e sete reais e noventa e quatro centavos) na ampliação das ações de inclusão e acessibilidade na Universidade.

A Unifesspa já adquiriu 25 mesas adaptadas que foram distribuídas pelas salas de aulas onde estudam pessoas com deficiência, além de duas cadeiras em cada biblioteca das Unidades I, II e III.

As pessoas com deficiência também recebem da Unifesspa o valor de R$ 2.500 reais que é uma verba liberada pelo Plano Nacional de Assistência Estudantil (Pnaes) para aquisição do Kit Pedagógico que pode ser uma cadeira de rodas, equipamentos de tecnologias assistivas como computador, note book, tablet (com leitor de tela), gravador, entre outros.

Entre os novos espaços do Naia, há uma sala de gravação de Audiolivro (são arquivos de áudio com gravações em voz alta da leitura de livros ou demais tipos de textos impressos).

Graças ao avanço da tecnologia, estes arquivos passaram a ser disponibilizados em formatos digitais. O audiolivro é uma forma natural de promover a inclusão, demonstrando que bastam atitudes simples como gravar a leitura de um livro em voz alta para contribuir para o acesso de diversas pessoas à vários tipos de conteúdos literários como livros didáticos, de fantasia, revistas, conteúdo para concursos e muito mais, não há limites para esta mídia.

A equipe do Naia está disponível em seus espaços de formação de 4 a 8 horas todos os dias, revezando-se nos três turnos para o atendimento desse público que tem crescido cada vez mais na Unifesspa.

Novidades

Desde o ano passado a Unifesspa promove a acessibilização dos principais editais de ingresso na instituição em Língua Brasileira de Sinais (Libras) – disponibilizando esses vídeos em suas principais redes sociais (You Tube, Facebook e Instagram).

No último dia 29 de janeiro, a equipe do Naia divulgou o Projeto sobre as Oficinas de Língua Portuguesa para pessoas surdas. Essas Oficinas atendem alunos do ensino médio e professores que vão estudar de fevereiro a outubro, todas às sextas-feiras, à tarde e gratuitamente. Todos os participantes ao final do curso receberão certificado.

O Naia promoverá também um curso sobre Desenho Universal de Aprendizagem – destinado aos estudantes de licenciaturas e professores da Educação básica, correspondendo a uma carga horária de 60 horas.

Haverá ainda, o curso de Ensino Colaborativo no Apoio à Inclusão Escolar, na Plataforma Moodle, com carga horária de 60 horas. O Naia também tem como meta este ano, a criação do Regimento Interno do setor, envolvendo todos os atores sociais da comunidade acadêmica.

Em novembro, a Unifesspa vai realizar também o Congresso Nacional de Inclusão no Ensino Superior na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) que é parceira do evento.

COMENTAR VIA FACEBOOK

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.