Governo do Pará informa sobre possível acidente aéreo em São Félix do Xingu

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Após Informações da queda de uma aeronave de pequeno porte em uma fazenda na região do município de São Félix do Xingu, cerca de 100km do centro urbano, na noite desta quarta-feira(21),

Governo do Estado do Pará emitiu a seguinte nota, as 23h 40min, dizendo ainda desconhecer oficialmente o fato.

O Governo do Estado, através dos órgãos ligados à Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), informa que mantém contato permanente com a Aeronáutica acerca das informações que circulam nas redes sociais na noite desta quarta-feira (21), dando conta de um acidente envolvendo uma aeronave na região de São Felix do Xingu.

Até o momento, os órgãos de controle do espaço aéreo brasileiro não receberam nenhuma notificação que possa confirmar o acidente. E, de acordo com as informações das equipes que fazem o monitoramento dos planos de voo nesse setor,  não há nenhum registro de acidente envolvendo aeronave comercial ou de grande porte, conforme mensagens que circulam nas redes sociais.

O esforço da Aeronáutica neste momento é checar as informações na região sobre movimentações e planos de voo de aeronaves de pequeno porte e particulares. Equipes do Corpo de Bombeiros, da Polícia Militar e do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves estão de prontidão para o caso de necessidade de deslocamento para qualquer missão na região.

Segundo informações, a aeronave teria capacidade para 6 pessoas. Informações constam que houve uma explosão no ar, quem confirmam são moradores da região que ouviram o barulho da explosão. A Base área da aeronáutica já emitiu um alerta e já enviou uma equipe em caráter de urgência para possível socorro de vítimas.

Um fato que comprova que o avião não é comercial, é que poderia estar sendo rastreado e informações já viriam à tona, sendo que até através de aplicativos podem ser monitorados. Ainda não se sabe quantas pessoas estavam a bordo.

Redação/Portal Canaã

Deixe uma resposta

Leia mais