Operação prende suspeitos de matar professor a facadas em Redenção

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Foto: Divulgação/MPPA

Uma operação conjunta deflagrada em Redenção, no início da manhã desta terça-feira (17), pelo Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) e Polícia Civil resultou na prisão de Daniel Souza Carvalho e Arley Pereira de Moraes, ambos de 22 anos, acusados de serem os autores da morte de Valdenilson Conceição Lima, popularmente conhecido como professor Dennis, no início deste mês. A vítima foi morta com facadas no peito e pescoço.

Foram cumpridos, na manhã desta terça-feira, três mandados de busca e apreensão, bem como dois mandados de prisão temporária contra Daniel Souza e Arley Pereira, todos decretados pelo juiz Haroldo Fonseca, da vara criminal de Redenção. A operação foi batizada de Anjo Azul.

A delegada de Polícia Civil Viviane Flores, presidente do inquérito policial, com apoio da superintendência regional, reuniu os elementos probatórios suficientes que comprovam a autoria do crime, bem como conseguiram localizar e apreender o telefone celular e a motocicleta da vítima, os quais haviam sido subtraídos após o crime.

A investigação e o cumprimento dos mandados contaram com participação direta e acompanhamento do MPPA, representado pelo promotor de Justiça André Cavalcanti, titular da Promotoria de Justiça criminal de Redenção.

O crime

A morte do professor Dennis chocou os moradores de Redenção. O assassinato ocorreu na noite de 1º de dezembro, no posto desativado da Polícia Rodoviária Federal, às margens da rodovia BR-155. Segundo investigações da Polícia Civil e MPPA, a vítima recebeu facadas no peito e pescoço.

Após as investigações e coleta de provas pela Polícia Civil e MPPA, Daniel Souza foi apontado como autor do crime, caracterizado como latrocínio, pois a morte foi um meio para o roubo da motocicleta e telefone celular da vítima.

Outras diligências ainda continuam por parte da Polícia Civil e MPPA. A investigação tramita sob segredo de justiça.

 

Deixe uma resposta

+ Sobre