Parauapebas: Ministério da Saúde habilita a Policlínica para diagnóstico de câncer de mama

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Imagem do município de Parauapebas (PA) Foto: Seny Lima / Portal Canaã

A Prefeitura de Parauapebas vem realizando vários avanços na saúde pública do município. Desta vez, Parauapebas foi reconhecido como serviço de referência para o diagnóstico do câncer de mama. A publicação da habilitação foi feita no Diário Oficial da União, através da portaria GM/ Nº 3.749, de 21 de dezembro de 2021, “habilita estabelecimento de saúde como Serviço de Referência para Diagnóstico de Câncer de Mama (SDM) e estabelece recurso do Bloco de Manutenção das Ações e Serviços Públicos de Saúde – Grupo de Atenção Especializada, a ser incorporado ao limite financeiro de Média e Alta Complexidade – MAC do Estado do Pará e Município de Parauapebas”.

De acordo com o Diretor da MAC, Ronaldo Ribeiro, o câncer de mama é o mais incidente em mulheres no mundo. No Brasil, este é o câncer que mais mata mulheres. A região Norte do país é a que menos diagnostica casos de câncer de mama em virtude da baixa oferta de serviços de rastreio. Essas informações são imprescindíveis para contextualizar a importância da oferta do serviço de rastreio à lesões de mama às usuárias de Parauapebas na Policlínica Municipal e que agora foi habilitado pelo Ministério da Saúde.

Segundo o Secretário de Saúde, Gilberto Laranjeiras, o serviço já é ofertado pelo Município. “A pedido do nosso prefeito Darci Lermen estamos trazendo o que há de melhor e mais moderno no atendimento à saúde pública aos munícipes de Parauapebas. Hoje o município já oferta com recurso próprio serviços como mamografia, ultrassonografia de mama, punção de mama e biópsia, além de consulta médica com mastologista, mas agora com está habilitação, fica estabelecido via Ministério da Saúde, recurso do Bloco de Manutenção das Ações e Serviços Públicos de Saúde – Grupo de Atenção Especializada, no montante anual de R$ 8.273,28 (oito mil, duzentos e setenta e três reais e vinte e oito centavos), a ser incorporado ao limite financeiro de Média e Alta Complexidade – MAC do Estado do Pará e Município de Parauapebas”.

“Sabemos que este tipo de tratamento tem mais eficácia quando diagnosticado e tratado logo no início, para isso zelamos em ter a estrutura mínima – de equipamentos e profissionais – para realizar o diagnóstico precoce”, ressalta o Prefeito Darci Lermen.

Texto: Luciana Queiroz/PMP



Deixe uma resposta

Ofertas