Hospital Yutaka Takeda promove orientação em casa para mulheres lactantes

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Foto: Divulgação / Yutaka

Para reforçar a importância da amamentação exclusiva até o sexto mês de vida do bebê, o Hospital Yutaka Takeda (HYT), gerenciado pela Pró-Saúde em Parauapebas (PA), não mediu esforços e ultrapassou o ambiente hospitalar.

Entre os dias 10 e 11/8, a unidade realizou visitas em casas de mulheres, residentes na Serra dos Carajás, para levar informações e esclarecer dúvidas. A programação de orientação e incentivo ao aleitamento materno acontece na unidade em todos os anos, mas devido a pandemia do novo coronavírus, e seguindo as recomendações de evitar aglomerações, a iniciativa foi realizada de forma individual.

A ação, em alusão ao Agosto Dourado, campanha de conscientização e apoio a amamentação, foi realizada pela enfermeira do HYT, Priscila Rodovalho. Durante a conversa com as mães, a profissional abordou sobre a importância do bebê fazer a pega correta, com a boca muito aberta e os lábios para fora para não machucar os seios.

Durante as visitas, a enfermeira também explicou que o leite materno é um alimento completo, rico em nutrientes para bom desenvolvimento do bebê e tem anticorpos que ajudam a proteger a criança de doenças. “Além de todos esses benefícios, a amamentação ainda aumenta o vínculo afetivo entre a mamãe e o bebê”, destacou Priscila.

As mães também puderam contar como está sendo o processo de amamentação de seus bebês, como as dificuldades e as superações. Como foi o caso de Luana Souza. Ela falou sobre o início bastante difícil da amamentação, devido as fissuras que deixavam o seus seios doloridos, mas hoje, depois de ter cuidado das fissuras sem ter deixado de amamentar, ela se sente feliz com o resultado. “É ótimo ver a minha bebê mamando e crescendo saudável. Ela mama muito bem e para mim é um prazer amamentar”, declarou.

  Nova pesquisa aponta Valmir com 27% e Darci 19% na corrida eleitoral de Parauapebas

Outra preocupação de Luana foi sobre o retorno ao trabalho e como não deixar de amamentar a sua bebê de quatro de meses. Priscila aproveitou o tema e orientou a mãe sobre o processo de ordenha e armazenamento do leite materno.

A enfermeira explicou, ainda, que o leite materno pode ficar armazenado no congelador por até 15 dias e, na parte de baixo da geladeira, por até 12 horas. “Em temperatura ambiente é importante ressaltar que o leite deve ficar no máximo até 2 horas”, alertou.

Além das visitas realizadas nesse período, O Hospital Yutaka Takeda dispõe de uma Comissão de Aleitamento Materno, que realiza ações de orientações com as puérperas da unidade durante todo ano. Elas recebem a visita dos profissionais durante o período de internação, que demostram e ajudam de forma prática sobre as posições de amamentação.

 

Deixe uma resposta

+ Sobre