Com contas rejeitadas pelo TCM, vereador eleito em Parauapebas pode não assumir

O Município de Parauapebas, pode sofrer alteração no resultado das eleições para o cargo de vereador. Isso porque nesta quinta – feira (6), o vereador eleito Coutinho (PMDB), teve suas contas de 2007 período em que ocupou a secretaria de assistência social de Parauapebas, reprovadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios.

No relatório, o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), descreve as falhas desenvolvida por Coutinho, que foram o balancete financeiro demonstrado pelos valores da despesa paga, e não empenhada, não envio da Relação de Restos a pagar, processos licitatórios irregulares no valor de R$ 718.414,28 e despesa sem licitação, no total de R$ 208.797,66.

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) aplicou a penalidade de R$ 3.000,00 (três mil reais), pela realização de despesas sem o devido processo licitatório, no montante de R$ 208.797,66 (Duzentos e Oito Mil, Setecentos e Noventa e Sete Reais e Sessenta e Seis Centavos), R$ 1.000,00 (hum mil reais), em função da apresentação de processos licitatórios irregulares, R$ 250,00 (duzentos e cinquenta reais), pela não remessa da Relação de Restos a Pagar.

Coutinho foi eleito pelo PMDB com 1.068 votos, segundo candidato mais votado do partido no município, atrás apenas da vereadora reeleita Eliene Soares que conquistou 1.600 votos, o partido conquistou 10.566 votos, ocupando a 5° posição no ranking dos partidos mais votados na capital do minério como é conhecida a cidade de Parauapebas.

Tentativa de contato

O Portal Canaã tentou entrar em contato com o vereador para que ele se pronunciasse sobre o caso, mas até o fechamento da reportagem sem retorno. Caso o vereador eleito Coutinho queira se pronunciar sobre o assunto, o espaço continua aberto.

Redação do Portal Canaã 

COMENTE VIA FACEBOOK

Deixe uma resposta