UFRA Paragominas terá curso de MBA com foco em Gestão de Cooperativas

Pela primeira vez, o campus de Paragominas da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra) irá ofertar um curso de pós-graduação. O MBA em Gestão de Cooperativas do Agronegócio na Amazônia teve seu Projeto Político-Pedagógico (PPC) aprovado junto ao Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) da universidade e já se encontra em fase de planejamento e organização. O curso, ainda sem cronograma definido, busca atender às necessidades de qualificação de profissionais interessados no tema do cooperativismo, além de ampliar a atuação das atividades da Ufra em Paragominas e regiões adjacentes.

Para o diretor do campus, professor César Tenório, a iniciativa contribuirá para a elevação da qualidade da educação superior, ao mesmo tempo em que fomentará a cadeia produtiva do agronegócio na região. “Com a MBA, não só cumprimos com o nosso dever, mas também iniciamos um ciclo de formação de capacidades colaborativas para o desenvolvimento regional, capaz de formar ainda mais pessoas e dando resposta à sociedade civil”.

Do inglês, Master in Business Administration, os MBAs são cursos de especialização lato sensu voltados para a área gerencial ou administrativa, podendo ser de interesse de profissionais tanto da iniciativa privada quanto do setor público. O MBA da Ufra terá duração de 12 meses, na modalidade semipresencial, com carga horária total de 480 horas, entre teoria e prática. A ideia é ofertar a primeira turma no segundo semestre de 2021.

De acordo com o vice-diretor da Ufra Paragominas, professor Douglas Oliveira, que preside a Comissão do PPC do curso, a aprovação do MBA representa a concretização de um sonho para a comunidade acadêmica, “especialmente por se tratar deste tema valioso para nós, que é o Cooperativismo”. “A ideia é formar profissionais habilitados a prestar serviços qualificados na área de gestão de Cooperativas, podendo atuar no fortalecimento dos grupos produtivos organizados em cooperativas, bem como na organização de novos grupos sociais do setor produtivo agrossilvipastoril, tanto familiares, quanto patronais”, explica.

Para o reitor, professor Marcel Botelho, este é um importante passo na missão institucional. “A aprovação do MBA no campus em Paragominas enfatizou a importância do cooperativismo, não só no contexto social, mas também no aspecto acadêmico e gerencial. A formação de profissionais para atuar nessa área é indispensável para a bioeconomia no Pará”. O pró-reitor adjunto de Extensão, professor Jonas Castro, ressalta a importância de se capacitar profissionais que contribuam na área. “Assim, apoiamos a qualificação técnica de nossas cooperativas”.

Compartilhar
Por
Redação