Pará tem o 2º pior desempenho no combate à Covid-19; Amazonas é o primeiro colocado

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Helder Barbalho em Canaã dos Carajás durante a Fenecan 2019 / Foto: Jorge Clésio

Em um estudo feito pelo Centro de Liderança Pública (CLP) e divulgado pelo Estadão, mostra que o Pará é o segundo pior estado no combate ao coronavírus. A lista é liderada pelo Amazonas, estado brasileiro que, proporcionalmente, mais sofre com a pandemia e a capital entrou em colapso na saúde pública.

O Amazonas aparece com nota de 71,72 e está na liderança deste ranking desde o início, quando começou a análise no dia 1° de abril, há sete semanas atrás. O Pará, por outro lado, obteve no último ranking a nota 46,66 e em 5 semanas, saiu da 11º posição para a vice-liderança.

Nesse ranking, atualizado semanalmente,quanto maior o número, pior é a avaliação no combate à doença.

A pontuação leva em consideração 9 indicadores como taxa de mortalidade, proporção de infectados por milhão de habitantes, taxa de ocupação dos leitos de UTI e números de casos registrados de Covid-19.

Depois do Amazonas e Pará, aparecem no top 5 dos piores estados no combate à Covid-19, o Amapá, Rio de Janeiro e Pernambuco.

Com três Estados na liderança do ranking, o Norte tem a pior nota entre as regiões, seguido do Sudeste, Nordeste, Centro-Oeste e Sul.

“São Estados (em pior situação) para os quais precisamos ter um olhar mais apurado para entender como apoiá-los com políticas públicas e ações que consigam mitigar os efeitos do coronavírus”, frisa Nascimento, destacando que o empenho visa a evitar uma piora abrupta dos indicadores sociais. “É possível fazer um direcionamento estratégico”, diz José Henrique Nascimento, Head de Competitividade do CLP.

  Oficialmente, Canaã dos Carajás têm apenas 45 infectados com Coronavírus

Questionado, o governo do Pará não respondeu ao Estadão até o fechamento da matéria.

Deixe uma resposta

Leia mais