SEAP realiza intervenção em dois Centros de Recuperação e em Central de Triagem de Marabá

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Foto: Divulgação Seap

Após uma semana de intervenção no Centro de Recuperação Agrícola Mariano Antunes (CRAMA), a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP) iniciou o trabalho, na manhã desta segunda-feira (13), no Centro de Recuperação Feminino de Marabá (CRFM) e na Central de Triagem Masculina de Marabá (CTMM). O Comando de Operações Penitenciárias (COPE) e agentes prisionais concursados, estão implantando os procedimentos de segurança nos dois locais.

A higienização das unidades também já iniciou e os kits de higiene pessoal e uniformes foram separados e, após banho e corte de cabelo dos custodiados, foram entregues. Ao todo, 800 kits com uniforme e 450 de higiene pessoal foram distribuídos.

No CRFM, onde estão custodiadas 92 internas, 11 interventoras, entre elas agentes prisionais concursadas e policiais militares do Comando de Operações Penitenciárias (COPE), estão na unidade para realizar os procedimentos, vigilância aproximada e dar assistência para as internas dentro e fora dos pavilhões.

As visitas nas unidades estão suspensas por 30 dias, período no qual é implantado o procedimento de segurança e as casas penais estejam atuando dentro da normalidade para recebimento dos familiares. As casas penais serão revitalizadas e pintadas, com mão de obra carcerária masculina, para melhor custódia dos internos e humanização da pena.

Dos agentes prisionais da SEAP, há a participação de alguns, lotados de outras unidades, em atuação no CTMM e CRFM. A atuação integra a I Capacitação de Intervenção Penitenciária de 2020, na qual estão colocando em prática as instruções recebidas durante outros cursos promovidos pelo COPE e Força Tarefa de Intervenção Penitenciária (FTIP), em prol da segurança, garantia de dignidade e cumprimento da pena de forma humanizada. Leia a portaria sobre a suspensão das visitas.

CRAMA 

Em intervenção há uma semana, os presos já vivem outra realidade. Nesta segunda-feira (13) vários internos receberam atendimento técnico jurídico com a presença de seus advogados. Outros voltaram para as atividades laborais externas, como o trabalho exercido no projeto Conquistando a Liberdade, em parceria com a prefeitura de Marabá. Por meio deste projeto, os internos fazem limpezas e reformas das ruas e instituições públicas do município.

No CRAMA, todos os internos já receberam os kits de higiene pessoal e uniforme. A padronização do cárcere está sendo realizada com base na higienização e bem estar dos custodiados. Além disso, em ambientes limpos e revitalizados estão sendo executadas as ações de assistência.

Deixe uma resposta

+ Sobre