Obras em Marabá fortalecem o turismo e comércio local

Foto: Paulo Sérgio do Santos

cidade de Marabá vem se consolidando com uma das cidades mais desenvolvidas do estado. Além das belezas naturais, a Prefeitura intensifica as obras de valorização da cidade atraindo e fortalecendo o turismo local. Desde a noite deste domingo (13), quem passou pelo “Bambuzal” se deparou com um pórtico na entrada da Marabá Pioneira, implantado para dar boas-vindas a quem entra no bairro histórico e pioneiro da cidade.

Além disso, as obras de continuidade da Orla do Rio Tocantins estão avançando para parte de fundação e, encontra-se na fase de terraplanagem a área de lazer que será construída na antiga feirinha, também na entrada da Velha Marabá.

Para o empresário Raimundo Nonato, presidente da Associação Comercial de Marabá (Acim), os investimentos na Velha Marabá, valorizam o centro histórico da cidade e o desenvolvimento econômico do município, deixando a entrada do núcleo mais encantadora e atraente.

“A Marabá Pioneira é um símbolo para a cidade, não só por ter sido a origem desse município maravilhoso, mas também por ter uma representatividade significativa no setor comercial e empresarial. Investir na Marabá Pioneira é investir no desenvolvimento econômico do município. Esse portal de boas-vindas com o símbolo turístico da cidade é motivo de grande alegria pra todos que trafegam, moram e trabalham ali pela Velha Marabá”, ressalta.

Para o empresário lojista Ergino Ferreiro, presidente eleito do Conselho Jovem Empresário de Marabá, o investimento no turismo reflete diretamente na economia local.

“É um reconhecimento à cidade. Isso atrai turista e o turista aquece a economia. A Velha Marabá está limpa, muito bem organizada e bonita. Outros anos a gente via vários pontos para locar na Antônio Maia, agora não têm mais nenhum. Todos esses benefícios que a Prefeitura está trazendo atrai o consumidor e o comércio está sentido esse impacto”, comentou o empresário.

O gerente lojista, Magno Andrade, também comentou as mudanças e ressalta que o comércio da Velha Marabá precisava dessa injeção para a volta do movimento.

“Nós do comércio estamos muito felizes, porque a Prefeitura tem feito muitas ações e criado iniciativas que cuidam da nossa estrutura. É excelente, porque as pessoas que passam pelo pórtico se sentem bem recebidas. Todas essas obras trazem pessoas para esse núcleo e o comércio depende disso”, destacou o gerente.

Estrutura do Pórtico

De acordo com Fagner de Souza Ribeiro, um dos engenheiros responsáveis pela execução da obra, toda a estrutura do portal pesa em torno de três toneladas. A estrutura é de concreto armado, com pilares de 1,5 m de comprimento por 50 centímetros de largura, com fundação de seis metros de profundidade. Possui 10 metros de altura e uma inclinação de 100 graus. Já a viga metálica do portal mede 5,50 metros de altura, até o chão.

O peixe metálico mede 7,90 metros de largura por 3 metros de altura e foi confeccionado aqui no município, com mão-de-obra toda local. “Foi utilizado tubo de aço Schedule 40, com 5 mm de espessura, um material de grande resistência. Já as barbatanas, dorsal, peitoral, inferior e caldal foram produzidas com tubo inox”, explicou o engenheiro civil.

O encarregado da obra e morador de Marabá, Manoel Pereira da Silva, conta que foi um desafio concluir o serviço numa via movimentada, no prazo previsto que era de 120 dias.

“Foi uma super operação para realizar esse serviço, porque trata-se de uma obra a beira de uma via movimentadíssima, nos dias úteis para cruzar essa pista, era uma espera de cerca de 5 minutos, e havia uma grande preocupação do prefeito em não fechar a via em dia útil, então a gente se virava nos 30”.

A obra foi orçada em R$ 125.932,60 com recursos próprios da prefeitura, destinados ao setor de turismo.

COMENTE VIA FACEBOOK

Deixe uma resposta