Novo Trem de Passageiros da EFC e estação ferroviária garantem acessibilidade em Marabá

A acessibilidade é um tema muito falado nos dias de hoje e peça fundamental para o acesso amplo e democrático ao espaço urbano. Em Marabá, no Pará, a Vale tem feito sua parte para garantir que a mobilidade urbana seja um direito de todos. No Novo Trem de Passageiros da Estrada de Ferro Carajás, assim como em toda a estação de Marabá, nossa empresa adotou critérios de acessibilidade seguindo a norma NBR 9050 (Norma de Acessibilidade a Edificações Mobiliário, Espaços e Equipamentos Urbanos) e padrões internacionais.

Inaugurado em setembro de 2015, o Novo Trem oferece vagas para cadeirantes, banheiros para pessoas com deficiências, além de sinalização, piso tátil e comunicação em braile em diversos pontos da ferrovia. Segundo Gustavo Mucci, gerente de operações do trem da EFC, “o antigo trem já tinha um vagão especial com acessibilidade para cadeirantes e para atender a todos os públicos, mas no novo trem, além de mantermos esse compromisso, buscamos trazer mais conforto e comodidade.”

Na estação de Marabá, um dos principais problemas de acessibilidade era a rampa de acesso para a entrada de cadeirantes ao vagão. Hoje, a plataforma está adequada e a entrada dos cadeirantes é feita por elevadores especiais nos dois lados do vagão. Algumas outras adequações ainda estão em andamento, como a melhoria da plataforma central, a aderência do piso, além de uma segunda opção de rampa de acesso. Tudo isso para prestar um serviço ainda melhor para os passageiros.

O Novo Trem de Passageiros possui ainda um moderno sistema de pesquisa interna para ouvir os usuários. “A percepção do nível de serviço pelo usuário melhorou muito. A Vale está sensível à questão da acessibilidade e reforça a importância de estações adequadas. O novo trem tem uma quantidade maior de assentos e o público o está percebendo como uma opção de viagem segura e com vários serviços disponíveis”, contou Mucci.

Mais melhorias à vista

Após o lançamento do Novo Trem de Passageiros, em setembro, a norma NBR 9050 sofreu algumas modificações. A Vale está estudando as melhorias necessárias para atender a nova norma, assim como um laudo oficial acerca da acessibilidade das estações ao longo da ferrovia.

COMENTE VIA FACEBOOK

Deixe uma resposta