Infraero abre licitação para exploração comercial no Aeroporto de Marabá

Foto: Divulgação/Infraero

A Infraero abriu licitação para empresas interessadas em explorar comercialmente uma área de 600 metros quadrados, no Aeroporto de Marabá/João Corrêa da Rocha, no Pará (PA). O prazo da concessão é de 60 meses e o valor mínimo mensal estimado é de R$ 2,9 mil.

A Licitação será realizada na forma eletrônica, em sessão pública. A abertura das propostas acontece em 28 de novembro, às 9h. E o início da disputa de preços, às 10h.  O tipo da licitação é por maior oferta, o regime de contratação é pelo preço global e o critério de julgamento por maior oferta.

Localizado na rodovia Transamazônica (km 1,5, lote 22), o espaço conta com 600 m² de área total – sendo 120 m² de área edificada e 480 m² de área não edificada, e poderá ser adaptado para diversos segmentos comerciais.

A licitação é aberta a qualquer empresa estabelecida no país, cujo ramo de atividade seja compatível com o objeto da licitação e que atenda às exigências do edital.

Localizado na cidade conhecida como um dos principais centros administrativos e econômicos do Pará, o Aeroporto de Marabá cumpre papel fundamental na integração e acesso às cidades vizinhas, além de ligar o município a outros quatro destinos nacionais, com oito voos diários: Belém, Parauapebas (PA), Brasília (DF), e Belo Horizonte (MG), através das companhias aéreas Azul, Gol e Latam.

Veja também:  Colégio Cívico Militar de Marabá é entregue após reforma e ampliação

Com funcionamento 24 horas por dia, o aeroporto registrou, no ano passado, a movimentação de mais de 279,7 mil viajantes, entre embarques e desembarques. Para ler o edital, clique aqui.

Aeroporto moderno e ampliado

A Infraero entregou, em abril deste ano, as obras de reforma e ampliação do Aeroporto de Marabá. Com investimento de R$ 11,4 milhões, os trabalhos aprimoraram os níveis de segurança e conforto do terminal paraense, com mais comodidade aos usuários e passageiros.

As obras aumentaram em 40% a área do terminal, que passou de 1.248,95 m² para 1.756,60 m². A capacidade de passageiros também foi ampliada em 25%. Antes, o terminal podia receber cerca de 1,2 milhão de viajantes anualmente. Após a conclusão das obras, são 2,3 milhões de passageiros.

O aeroporto ganhou novos balcões de check-in, totalizando 16 unidades, além de novos carrosséis de restituição de bagagens, somando duas unidades. Os banheiros também foram totalmente reformados e ampliados; e toda a edificação foi adequada para atendimento às normas de acessibilidade.

COMENTE VIA FACEBOOK

Deixe uma resposta