Águia de Marabá ganha apoio da Buritirama Mineração para projeto social

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Imagem: divulgação / Buritirana

Em Marabá, o Águia de Marabá Futebol Clube realiza um projeto social chamado Águia Formando Cidadãos pelo Futebol, tirando das drogas, afastando da criminalidade e formando cidadãos de bem que estavam em situação de vulnerabilidade social.

Hoje, 120 crianças são beneficiadas no bairro de Santa Rosa. Sebastião Ferreira, presidente do clube, conta que a decisão aconteceu após o pedido de uma autoridade local, que identificou a importância da ação. “Fomos apresentados à situação daquela região e como nosso trabalho seria importante. Aceitamos o desafio e estamos aqui há sete anos”, destaca.

Foto: Divulgação / Buritirana

Atualmente, o clube conta com treinadores e uma pedagoga, que acompanha o desempenho escolar de cada participante. “Esse é um requisito importante: estar matriculado e frequentando a escola. Sem isso, ela pode ser desligada da ação social. Nós também entregamos uma bicicleta para os alunos nota 10, como uma forma de premiá-los no fim do ano”, diz o presidente.

A convergência entre educação e esporte chamou a atenção da Buritirama Mineração. Após conversa com o Presidente da Câmara de Vereadores de Marabá, que é apoiador do projeto, Pedrinho Corrêa, a empresa tomou conhecimento do programa e passou a apoiar e contribuir para a formação dos cidadãos no início de 2020. Para Paulo Ivan, Assessor de Relações com a Comunidade da Buritirama, essa é uma chance de disponibilizar oportunidades oferecidas pela empresa. “Estamos felizes por participar de um instrumento social que leva esperança e dignidade para nossa comunidade. A Buritirama tem a educação como um dos seus principais pilares e apoia projetos nesse sentido, mas este é o primeiro que une esporte e educação ao mesmo tempo. Trabalhamos para que, cada vez mais, os jovens se tornem pessoas capacitadas para atuar no mercado, com valores refletidos na sociedade marabaense quando se tornarem adultos”, afirma.

Paulo Ivan destaca que a educação é um dos principais pilares da companhia. “Ficamos felizes em trabalhar em um projeto que transmite princípios que vão além do futebol e serão refletidos na sociedade. Sabemos como o esporte é importante na formação do caráter e moral, usando a disciplina e o trabalho em equipe para superar os próprios desafios em prol de um bem maior. Os ensinamentos do esporte são levados para toda a vida e é devolvido para a sociedade”, diz.

Vitrine e exemplo

O Presidente Ferreirinha conta que as crianças se inspiram em grandes jogadores. “Eles sonham em ser como os grandes jogadores do país e sabem que não é fácil seguir com a carreira. Nós oferecemos estrutura para que eles possam aprender e se dedicar integralmente”, destaca.

A Buritirama entende que isso muda vidas e apoia a ações que geram retorno a Marabá. “Por meio do futebol a pessoa se transforma em um cidadão de bem. Vemos a disciplina como principal agente para traçar metas e objetivos, lutar pelos seus sonhos. Esses são valores que a Buritirama compartilha com o projeto e com o esporte”, diz Paulo Ivan.

Inscrições

Para participar do ‘Águia Formando Cidadãos pelo Futebol’ é necessário ter entre 9 e 17 anos, ser morador do Bairro Santa Rosa e estar matriculado na escola. As inscrições são realizadas no próprio clube, tanto para meninos quanto para meninas, sem distinção de sexo. Após iniciar os treinos, os jovens serão divididos em grupos por faixa etária: de 9 a 12 anos, de 13 a 15 e de 15 a 17 anos.

Deixe uma resposta

Leia mais