Hospital Público da Transamazônica promove curso de reanimação neonatal

Arte: Portal Canaã

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Profissionais do Hospital Regional Público da Transamazônica, unidade do Governo do Estado do Pará localizada no município de Altamira, participaram, entre os dias 16 e 17 de agosto, de um treinamento sobre cuidado e suporte a recém-nascidos. O programa, que aborda a reanimação de recém-nascido com até 34 semanas em Sala de Parto, junto com o transporte do bebê de alto risco, teve como objetivo capacitar e disseminar conhecimentos atualizados sobre o cuidado do bebê ao nascer, tanto no transporte quanto na estabilização imediata após a reanimação.

Também com a finalidade de reduzir a mortalidade entre recém-nascidos, aprimorando a qualidade do atendimento oferecido à população, o treinamento compartilhou diretrizes e didáticas voltadas às abordagens do Manual da Sociedade Brasileira de Pediatria. A capacitação foi ministrada pela médica Vilma Hutim, membro da Sociedade Brasileira de Pediatria, e por Diana Sato e Maria José de Souza, neonatologistas e instrutoras da unidade.

O curso apresentou ferramentas metodológicas teóricas e práticas e proporcionou aos técnicos de enfermagem, enfermeiros e médicos dos nove municípios de abrangência da região da Transamazônica, uma visão geral das técnicas de preparo para admissão do recém-nascido, estabilização inicial, cuidados pós-reanimação e melhores abordagens sistematizadas e organizadas dos cuidados necessários. Como forma de avaliação do desempenho do público-alvo, houve ainda aplicação de testes (pré e pós) sobre o conteúdo programático.

Nos dois dias de treinamento, as atividades foram desenvolvidas em três estações de ensino: no auditório, sala de reunião e anexo do Núcleo de Educação Permanente.

Referência – Inaugurado em dezembro de 2006, o Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT) foi concebido para prestar atendimento humanizado e de qualidade, em média e alta complexidade, ao usuário referenciado pelo Sistema Único de Saúde (SUS) na região de influência da Rodovia BR-230 (Transamazônica).

A unidade é referência para cerca de 500 mil habitantes dos nove municípios da Região de Integração do Xingu (Altamira, Anapu, Brasil Novo, Medicilândia, Pacajá, Porto de Moz, Senador José Porfírio, Uruará e Vitória do Xingu). Uma unidade de retaguarda, com atendimento de urgência e emergência, e a única a possuir hemodiálise.

COMENTE VIA FACEBOOK

Deixe uma resposta