Doação de equipamentos de proteção e testes rápidos reforçam combate ao coronavírus no Pará

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A solidariedade tem mostrado a sua força na luta contra a propagação do coronavírus. As grandes empresas têm apoiado o poder público das mais variadas formas possíveis. O setor mineral não tem sido diferente e toda a ajuda converge para salvar vidas e proteger os profissionais que atuam na linha de frente à Covid-19. É com este objetivo que  a Vale entregou, na quinta-feira, 28, doação de 408 mil itens de equipamentos de proteção individual (EPI) ao Governo do Pará. São 300 mil máscaras cirúrgicas, 48 mil aventais médicos, 60 mil luvas descartáveis e 180 óculos de proteção destinados a esses profissionais. Anteriormente, a mineradora havia doado diretamente ao Estado 30 mil kits de testes rápidos.

Desde abril, a Vale tem feito a doação de equipamentos de proteção individual a onze hospitais de municípios onde a empresa desenvolve as suas operações. Somado à doação desta quinta-feira (28/5), são 3,8 milhões de EPIs e 108 mil kits de testes rápidos.

“Esses EPIs são importantes para proteger as equipes de saúde que estão na linha de frente na luta contra a pandemia do novo coronavírus no Pará”, explica José Fernando, gerente de Relações Governamentais da Vale.

A Vale tem adotado uma série de iniciativas para apoiar os governos e os municípios no combate à pandemia da Covid-19. No Pará,  a empresa ajudou na implantação de um hospital de campanha em Parauapebas, reformou uma nova ala do hospital público no mesmo município para atendimento a pacientes da Covid, além de ter doado mais de 390 equipamentos hospitalares para quatro hospitais da região, sendo dois em Parauapebas e dois em Canaã dos Carajás.  

Um total de 3,4 milhões de equipamentos de proteção individual foram divididos entre os onze hospitais do sul e sudeste do Pará, além do Governo do Estado. Os beneficiados são: Hospital Municipal de Marabá; Hospital e Maternidade Elcione Barbalho (Curionópolis); Hospital Municipal Daniel Gonçalves e Hospital 5 de Outubro (Canaã dos Carajás); Hospital Geral de Parauapebas Manoel Evaldo Benevides Alves e Hospital Yutaka Taketa (Parauapebas); Hospital Regional Público do Araguaia (Redenção); Hospital Santa Lúcia e Hospital Municipal Jadson Pesconi (Ourilândia do Norte); Hospital e Maternidade Santo Agostinho e Hospital e Maternidade Nossa Senhora de Nazaré (Tucumã).

A Vale também apoiou a higienização de ruas e ambientes públicos em Belém, Parauapebas, Ourilândia, Tucumã e Canaã dos Carajás, doando produtos como hipoclorito de sódio (12%) e detergente clorado, utilizados pelo poder público como reforço à desinfecção de espaços: praças, rodoviárias, paradas de ônibus, hospitais, unidades básicas de saúde e outras estruturas públicas que recebem a população em geral. Em Parauapebas, a empresa apoiou a implantação do Disque Covid, um serviço online, com atendimento 24 horas à população.

Segurança nas operações

A Vale está enfrentando o desafio da Covid-19, atuando na adaptação das suas operações e no apoio às comunidades.  Nas nossas operações, a Vale está trabalhando com um contingente mínimo de pessoas de forma a manter apenas as atividades essenciais com segurança.  Além do home office, adotado desde 16 de março, a empresa colocou em prática diversas ações para proteger a saúde e a segurança de seus empregados e terceiros,  como a manutenção dos trabalhadores acima de 60 anos ou com fatores de risco em casa, escalonamento de turnos e desinfecção constante dos ambientes, o uso obrigatório de máscaras nas unidades, triagem diária na chegada dos trabalhadores, com aferição de temperatura corporal e aplicação de questionário de saúde para 100% do efetivo, uso de tecnologia para rastreamento por onde os empregados passaram, além de outras medidas de distanciamento social, como aumento da frota de ônibus para reduzir lotação e maior distanciamento nos restaurantes.

 

Deixe uma resposta

+ Sobre