Sona Mineração apresentará cronograma para exploração do material secundário de Serra Pelada

Na reunião realizada na quarta-feira (26), Maurício Toledo, presidente da Sona Mineração disse que apresentará, em até 30 dias, o cronograma de trabalho para a instalação da planta de exploração e beneficiamento do material secundário de Serra Pelada.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A Cooperativa de Mineração dos Garimpeiros de Serra Pelada (Coomigasp) e a Sona Mineração assinaram, na quarta-feira (26), o aditivo que determina a mudança da cláusula do contrato principal para 70% para a empresa e 30% para a cooperativa. Com isso, as atividades do projeto da montoeira, que estavam suspensas devido à mudança da cláusula do percentual no contrato, serão restabelecidas.

A proposta de 70% para a Sona Mineração e 30% para a Coomigasp foi aceita pelos associados da cooperativa em Assembleia Geral Extraordinária (AGE) realizada no dia 18 de junho.

O presidente da Coomigasp, Edinaldo de Aguiar Soares, declarou, em entrevista  no mês passado, que após a Sona Mineração fazer a pesquisa, coletar o material na montoeira e realizar análises, foi verificado que os rejeitos têm apenas 0,7 gramas de ouro por tonelada, o que fez com que a companhia afirmasse que não seria viável realizar o projeto nos moldes do contrato, que era de 56% para a empresa e 44% para a cooperativa.

Na reunião que aconteceu neste mês, o presidente da Coomigasp pediu rapidez no processo de instalação dos equipamentos da usina, alegando que a sociedade não tem mais tempo para esperar.

O presidente da Sona Mineração, Maurício Toledo, afirmou que em até 30 dias apresentará o cronograma de trabalho para a instalação da planta de exploração e beneficiamento do material secundário de Serra Pelada, no Pará.

Ele também disse que a presença da Sona em Serra Pelada será permanente e que Marcos Rezende administrará o projeto. Rezende declarou que veio para contribuir para que o projeto não pare, pois muito tem a ser feito, mas que a perspectiva é de que seja produzido minério em breve em Serra Pelada. Com informações da Coomigasp e NMB.

Uma resposta em “Sona Mineração apresentará cronograma para exploração do material secundário de Serra Pelada”

Boa sorte a esses empreendedores da Sona. Parecem ser pessoas sérias e dedicadas. Contudo, trabalhar com cooperativas ou garimpeiros é uma aventura de risco altíssimo. Dentro das cooperativas há as lutas por poder, e uma vez feito o seu investimento, o sério empreendedor sofre com chantagens diversas, fora os esqueletos que surgirão para assombra-los. Mais vale a paz com o pouco certo, do que a perturbação com o muito incerto.

Deixe uma resposta

+ Sobre