Cruzeiros voltam a por o Pará na rota turística mundial

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Foto; Ascom/CODEC
Foto; Ascom/CODEC

A recepção calorosa, típica do povo paraense, encheu de sorrisos os quase 1,4 mil turistas estrangeiros que desembarcaram do transatlântico Wiking Sea, neste sábado (4), no Porto de Icoaraci, distrito da capital paraense. As belezas do Estado e as possibilidades encontradas aqui atraem cada vez mais visitantes.

Depois de um tempo longe do Pará, os grandes cruzeiros voltaram a colocar o Estado como rota, por conta dos grandes atrativos. E para encantar ainda mais os turistas, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Turismo (Setur) preparou um comitê de boas vindas aos recém-chegados. Música ao vivo, feira de artesanato local, material com dicas do que fazer na capital paraense e brindes culturais foram algumas das atrações disponíveis na recepção aos turistas.

A Setur coordenou a recepção aos turistas em um trabalho articulado com outras instituições como a Secretaria de Estado de Cultura (Secult), Polícia Militar, Prefeitura Municipal de Belém e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

A organização das boas vindas aos passageiros do cruzeiro marítimo foi bem avaliada por profissionais do turismo local, como opinou Marco Romero, que trabalha como guia turístico no Pará há 20 anos.

“É a primeira vez que vejo uma recepção desse tipo para turistas que desembarcam de um cruzeiro internacional. Não é só cuidar da segurança e do trânsito, é mostrar a música e o artesanato local também. Isso é um diferencial muito grande, pois a primeira impressão que se tem da cidade visitada é fundamental para a experiência do passeio, principalmente após a pessoa passar muito tempo no navio”, explica.

Veja também:  Primeiro caso de Coronavírus em Belém é curado, garante Secretaria Municipal de Saúde

Recepção positiva – A animação surpreendeu o australiano Ryan Jarhas, que veio com a família pela primeira vez ao Pará. “Gostei da recepção, não esperava algo assim. A música trouxe uma ótima energia para quem está chegando”, comenta.

Para a aposentada Moureene Hegan, dos Estados Unidos, a viagem é realização de um desejo antigo dela e do marido: “Sempre tivemos vontade de conhecer a Amazônia e estamos muito animados para conhecer Belém. Vamos visitar o  mercado local e provar a culinária paraense”, declara.

O clima chuvoso característico dessa época do ano também foi apreciado. “Nós viemos de uma região que fica em um deserto, então nós adoramos a chuva!”, comemora a turista, moradora do Arizona, estado norte-americano próximo ao México.

Após o desembarque em Icoaraci, os visitantes seguiram de ônibus para conhecer diversos pontos turísticos da cidade.

O secretário de turismo, André Dias, explica que cada viajante de cruzeiro, ao chegar em Belém, gasta em média 100 dólares na cidade. “Se você calcular a estimativa do número de passageiros e a comparação das moedas, são cerca de 600 mil reais injetados na economia regional apenas com esse cruzeiro. Atualmente, Belém recebe 11 visitas desse tipo de embarcação por ano. É importante valorizar ainda mais esse cenário”, observa André.

Veja também:  Casos de coronavírus nos municípios do Pará hoje

A movimentação na economia local a partir da recepção aos turistas é bem avaliada por Silvia Leal, artesã em Icoaraci há 15 anos. “É uma ideia muito boa. O artesanato e outros produtos ganham destaque no caminho que o viajante faz para ir até o ônibus e também para voltar ao navio. Nosso trabalho é divulgado. É a primeira vez que vejo essa organização e espero que aconteça mais vezes”, ressalta Silvia.

Investimento – Para 2020, André Dias explica que o turismo no Estado vai receber um aporte de 50 milhões de reais, valor captado no ano anterior. Além disso, a Setur investe na capacitação profissional para atuação na área e na promoção turística da região através da participação de eventos nacionais e internacionais e na divulgação para programas e veículos voltados ao turismo.

Deixe uma resposta

+ Sobre