Sejel promove 1ª Copa de Skate Longboard em homenagem a Belém

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Foto: Alessandra Serrão - NID/ComusPrevious
Foto: Alessandra Serrão - NID/ComusPrevious

Domingo é dia de lazer e também de esporte radical. Para incentivar cada vez mais a prática do skate como forma de inclusão social a Secretaria Municipal de Esporte, Juventude e Lazer (Sejel), promoveu na manhã deste domingo, 5, a 1ª Copa de Skate Longboard Cidade de Belém, na conhecida ladeira da 14, localizada na Travessa 14 de Março entre as avenidas Magalhães Barata e Gentil Bittencourt.

Eduardo Sardo (Dudu), titular da Sejel, explica que a competição também foi uma forma de homenagear a cidade de Belém, que vai completar 404 anos no próximo dia 12. O protótipo do Skate adaptado para pessoas com deficiência fo apresentado pelo professor Ednaldo Monte, da Sejel, que teve paralisia infantil.

“Estamos desde 2013 fomentando os esportes radicais em várias modalidades esportivas dentro do projeto ‘Esporte sem Barreiras’ no ginásio Maestro Altino Pimenta, com o basquete em cadeira de rodas, handebol, vôlei sentado, futebol de cegos e futebol de surdos. Criamos este protótipo para atender as pessoas que sonham em praticar skate e que não tinham condições por conta de alguma deficiência”, comentou Dudu, acrescentando que há oito anos a prefeitura realiza torneios interbairros de skate. A partir de fevereiro a Sejel ofertará no Ginásio Maestro Altino Pimenta a modalidade do skate adaptado.

Cerca de 60 atletas disputaram nas categorias iniciante, feminino, amador, master e legend. A competição contou com a presença de atletas profissionais como Abelar Silva, de 50 anos, da categoria master. Ele pratica skate há 10 anos e considera o esporte fundamental para a saúde mental. “Não corro em circuitos, somente em competições em Belém. E o skate ajuda a manter o corpo, a mente e, acima de tudo, o espírito jovens”, disse o participante que trouxe o cardboarding para divulgar o equipamento.

Victor Borges, de 40 anos, pratica skate há seis meses mas lembra que a paixão vem desde criança. “Sempre gostei. Mas praticava um pouco, depois parava e voltava. E esta é minha segunda competição. Gosto muito do skate. É uma terapia”, relata o participante da modalidade longboard. A competição também teve a participação de campeões brasileiros, entre eles Madeirovisck Nogueira, de 52 anos, campeão da Região Norte em 2015. “Comecei aos 10 anos, parei com 17 anos por conta de uma lesão no joelho. Fiquei 15 anos parado, mas em 2015 voltei e fui campeão. De lá pra cá venho conquistando sempre os primeiros lugares. Amo muito esse esporte”, declarou Nogueira. Ele ressaltou que fez questão de passar a paixão para os filhos.

Na categoria feminina, Carol Melazo, que há oito pratica o skate, veio afirmar a participação feminina no esporte. “Comecei em Bragança em 2013. E o esporte é para todos, não tem idade ou sexo. Estou aqui para fortalecer a cena feminina, porque a mulher não tem limite e pode fazer o que quiser”, afirmou Carol que estava com a família e aproveitou para ensinar o sobrinho Raul Batista, de 4 anos.

A competição encerrou no início da tarde e teve o apoio da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob), Guarda Municipal de Belém (GMB), Amigos voluntários do Pará (AVP), Associação Estadual de Esportes Radicais e Afins (AEERA) e diversas empresas esportivas.

Campeões da 1ª Copa de Skate Longboard

Feminino

1° Neia Valente

2° Thaysa Paes

3 – Fernanda Cabral

4° – Carol Melazo

Iniciante

1° – Yuri Silva

2° – Eduardo Nunes

3° – André Couto

4° – Leandro Pereira

5° – Werner Haase

Amador

1° – Pedro Sarmanho

2° – Caio Oliveira

3° – Rafael Santos

4° – Hebert Reis

5° – Mário Martins

Master

1° – Paulo Abinader

2° – Ericles Silva

3° – Edenilson Moura

4° – Márcio Elias

5° – Márcio Risque

Legend

1° Marcelo Seabra

2° – Joelcio Batman

3° – Madeirovisk Nogueira

4°- Márcio Campos

5° – Romeu Aboul

 

Deixe uma resposta

+ Sobre