Ceaf prepara a divulgação do calendário de cursos para 2020 em Belém

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Foto: Alexandre Pacheco/MPPA
Foto: Alexandre Pacheco/MPPA

Mais de três mil capacitações foram realizadas pelo Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional do Ministério Público do Pará (Ceaf) no ano de 2019, em um total de 72 cursos dentre seminários, palestras, rodas de conversa, oficinas e simpósios de capacitação para membros, servidores, estagiários e público em geral. Este foi o número do levantamento feito pela Diretoria-Administrativa do Centro.

De acordo com diretor-geral do Ceaf, Rodier Barata Ataíde, o ano de 2019 foi extremamente produtivo, com muitas parcerias fechadas para a realização de cursos. Para ele, a escola de Aperfeiçoamento Funcional do Ministério Público do Pará, cumpriu o papel ao qual se propõe: capacitar membros, servidores e estagiários, auxiliando nas atribuições funcionais e administrativas, ao promover cursos e capacitações que complementaram as atividades do público atendido, auxiliando-os no desenvolvimento das tarefas e funções inerentes aos cargos.

“O que colhemos em 2019 é fruto do que já vinhamos, planejando, trabalhando, e realizando, desde 2017 e 2018. Logo, 2019 foi um ano muito produtivo, pois atendemos a membros e servidores que atuam nas mais variadas áreas”, afirma.

Ainda esta semana, o Ceaf, fará o lançamento do Calendário Acadêmico de cursos e eventos para o ano de 2020. A grande novidade será um curso previsto para ocorrer de 1 a 4 de junho, em Lisboa, na Universidade de Coimbra.

O curso de 40 horas deverá abordar questões sobre corrupção, lavagem de dinheiro e cooperações internacionais. “Esta formação está sendo capitaneada pelo Ministério Público do Pará. Porém, MP´s de outros estados também deverão participar”, explica Rodier Ataíde.

O diretor-geral acrescenta ainda que, em 2020, a tendência é focar em cursos sobre a análise de provas, por meio de uma capacitação envolvendo vários módulos, voltados para a análise e sustentação de provas técnicas, com módulos de coleta e análise pericial.

Porém o diretor-geral ressalta que, neste ano, as atividades devem ser concentradas no primeiro semestre, devido ao período eleitoral no segundo semestre, que deverá exigir a atuação dos membros do Ministério Público.

Segundo ele, o Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional do Ministério Público do Pará tem aprimorado a sua atuação, desenvolvendo não só um quantitativo cada vez maior de atividades e capacitações como também tem ampliado a interiorização, além de diversificar as temáticas oferecidas.

“Em 2019 houve um sensível incremento na participação dos interessados no curso. Nós identificamos que a adesão é cada vez maior. A cultura de aprimoramento constante e continuado está se reforçando na instituição. Nós temos membros, servidores e público em geral que já vem buscando o Ministério Público para se aperfeiçoar”.

A atuação do Ceaf em 2019 também foi marcante para uma mudança no ambiente organizacional, em termos de motivação. “Houve uma mudança significativa no ambiente organizacional. Eles (membros e servidores) se sentem valorizados porque nós conseguimos abordar nos cursos os mais diversos aspectos, inclusive, sobre a qualidade de vida no trabalho”, ressalta.

Rodier Ataíde explica que a ideia é dar continuidade as atividades exitosas e, ao mesmo tempo, incrementar vários outros enfoques, com a finalidade de instrumentalizar os membros para melhor atuar em temáticas relevantes, como na área do patrimônio público e da moralidade administrativa; combate à corrupção; meio ambiente e consumidor.

Deixe uma resposta

+ Sobre