Belém

Afro-religiosos acusam prefeitura de Belém de práticas racistas

O "Tá selado" é a terceira tentativa de Edmilson Rodrigues implantar um método de participação popular em Belém. O primeiro foi o "Orçamento Participativo, que foi sucedido pelo "Congresso da Cidade".

Na última terça-feira, durante a plenária setorial de Religiosidade, Patrimônio e Centro Histórico, do programa de Participação Cidadã da Prefeitura de Belém, denominado “Tá Selado“, uma fala do prefeito Edmilson Rodrigues (PSOL) e na organização do evento – que é em grande parte realizado de forma virtual – abriu uma crise no seio das lideranças afro-religiosas de Belém.

A fala de Edson Catendê em sua conta no Facebook, foi em um compartilhamento da mensagem de Joana Carmem Nascimento Machado, na qual Ilka Oliveira reforça dizendo: “A plenária de religiosidade foi uma demonstração de desorganização, de derespeito, de cinismo com a nossa representante. Não vão calar nosso território!!!!”

Claudinha Baia disparou: “Ainda ontem comentei com um compa do PSOL o Prefeito Edmilson Rodrigues, está cometendo erros em cima de erros. 2° Mandato ele ñ ganha mesmo. Nós da Militância Negra que estivemos nas ruas incansavelmente para o elegermos estamos aqui na fila do desemprego. Não preciso falar mais NADA”.

Prefeito Edmilson Rodrigues sua fala ontem foi desnecessária o senhor nos deve desculpas, assim como sua gestão deve reparar os danos causados à população Afro-Amazônida, a começar por ter um setorial que trate da especificidade da Religiosidade e Cultura Afro-Amazônica, como formalização e construção de Políticas Afirmativas aos descendentes de africanos escravizados durante 400 anos aqui nesta Amazônia!!!!

Joana Carmem Nascimento Machado

Segundo a prefeitura de Belém Tá Selado é um processo de participação cidadã que reúne governo e moradores de Belém para juntos apresentar e avaliar propostas prioritárias que vão orientar a gestão da cidade. Essas propostas farão base para a elaboração do Plano Plurianual (PPA), Lei Orçamentária Anual (LOA) e do plano de longo prazo, “Belém 2035, 200 anos da revolução cabana”. O Tá Selado é o Fórum permanente de diálogos entre prefeitura e comunidades de bairros, distritos e ilhas para definir eixos de condução de projetos de cidade de uma gestão democrática e popular.

As plenárias vão ocorrer nos setenta e dois bairros de Belém, divididos em oito distritos e ilhas que os compõem: DAOUT; DAICO; DAENT; DAGUA; DAMOS; DABEL; DABEN; DASAC.

Internautas também reclamam que além da baixa participação popular, a maior parte das pessoas que acompanham as plenárias do “Tá Selado” são filiados ao PSOL e ao PT, o partido do prefeito Edmilson Rodrigues e do vice-prefeito Edilson Moura, respectivamente.

Iniciativas e Propostas

Na plataforma digital será possível criar e votar nas iniciativas e propostas, apresentadas pela própria comunidade nos vários bairros e ilhas de Belém. A plataforma digital é dinâmica, a qualquer tempo os moradores vão poder reivindicar participação efetiva, por exemplo, um morador observando a falta de praça no bairro onde reside, ele pode criar uma iniciativa na plataforma sobre a construção da praça. “Moradores do mesmo bairro que apoiam a ideia, acessam a plataforma e vota a favor da construção da praça no bairro. E vários processos podem ser gerados e alimentar um fórum permanente de diálogos para desenvolvimento de políticas públicas entre governo e sociedade”, explica o site do “Tá Selado”.

Segundo o regimento interno das eleições para a escolha das Delegadas e Delegados, as etapas do processo eleitoral serão realizadas simultaneamente, em todos os bairros dos oito distritos administrativos de Belém, no dia 27/06/2021.

Compartilhar
Por
Diógenes Brandão