Secretário de Saúde confirma decisão do governo de ampliar Hospital Regional em Altamira

Dia D de mobilização da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Sarampo.

O compromisso de ampliar o Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), em Altamira, anunciado pelo governador Helder Barbalho na quarta-feira (10), durante a agenda de trabalho da “Caravana por Todo o Pará” no oeste do Estado, foi ratificado pelo secretário de Estado de Saúde Pública, Alberto Beltrame, durante a visita às instalações da unidade de saúde na manhã desta quinta-feira (11), junto com uma comitiva de técnicos e especialistas. A ampliação do hospital, da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), visa desafogar a demanda sobre as unidades municipais e melhorar a qualidade do atendimento oferecido à população.

Durante a visita, o secretário acrescentou que a ampliação dos serviços tem o objetivo de acompanhar a demanda crescente dos serviços e incluir novas especialidades médicas. Segundo Alberto Beltrame, a medida pode, ainda, dobrar a capacidade de atendimento, evitando que a população se dirija a outras regiões em busca de atendimento.

“O Hospital presta relevantes serviços à saúde, mas ele está ficando pequeno para as necessidades de Altamira e da região”, disse o secretário, acrescentando que a orientação do governador Helder Barbalho foi para “virmos avaliar a conveniência e possibilidade de ampliação e, até mesmo a duplicação, do Hospital Regional. Também verificamos a questão dos equipamentos necessários para a manutenção de bons serviços e discutir soluções de curto, médio e longo prazo”.

Alberto Beltrame disse, ainda, que “a ideia é rediscutir o perfil assistencial do Hospital e ampliar os serviços, tanto no ponto de vista quantitativo quanto qualitativo e, sobretudo, agregar serviços novos, que não estão disponíveis na região, como cirurgia cardíaca, eventualmente oncologia, ampliação de hemodiálise e outros serviços que poderão melhorar a qualidade de vida e a assistência à saúde das pessoas de Altamira e região”.

Texto: Leonardo Nunes (HMUE)

Deixe uma resposta