300 VAGAS: Desempregados fazem fila quilométrica em frente ao Sine de Canaã dos Carajás

Sistema Nacional de Emprego (SINE) Foto: Silvia Lopes

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A notícia se espalhou rapidamente e atraiu centenas de pessoas. O lado de fora do Sistema Nacional de Emprego (Sine) de Canaã dos Carajás amanheceu lotado na manhã desta quarta-feira, 12. Desempregados, homens e mulheres não se incomodaram em passar horas debaixo do sol escaldante em busca de um único objetivo, conseguir um carimbo na carteira de trabalho.

Fora do mercado há três anos, Francisco Moreira de 48 anos estava otimista em conseguir uma das mais de 300 vagas ofertadas. “Eu não pensei duas vezes, fiquei sabendo das vagas e nem esperei amanhecer direito para vir aqui pra frente. Estou há muito tempo desempregado, mas hoje eu acredito que isso acaba”, declarou.

Uma fila quilométrica que se formou ao longo da Avenida JK no centro da cidade, chamava a atenção de quem passava em frente ao prédio do órgão.

Entre as vagas ofertadas estão; Armador, eletricista, caldeireiro, encarregado de obra terraplanagem, meio oficial de elétrica, servente de obras, ajudante de obras, pedreiro, carpinteiro, encanador, soldador, mecânico montador III, encarregado de obra civil, técnico em segurança do trabalho, técnico mecânico, técnico especialista em manutenção mecânica, técnico em Meio Ambiente, técnico em manutenção preditiva, motorista de caminhão (PCD), mecânico especializado, técnico especialista em manutenção mecânica II, Técnico em planejamento programação e manutenção e eletricista predial. As vagas são para a empresa RIP Serviços Industriais e a Mineradora Vale. “Hoje nós estamos tendo uma grande demanda na área da construção civil. Fazia algum tempo que nós não tínhamos e por isso a procura foi muito grande aqui no Sine. Nós estamos entregando mais de 300 encaminhamentos variados dentro de todas as funções que surgiram, é um número bem significativo”, comemorou Raniele Oliveira, coordenadora do Sine.

Aos 56 anos, seu Damião não escondia a alegria de poder voltar ao mercado de trabalho. Sorridente, o pedreiro ainda nem sabia se seria contratado, mas já chegou no Sine com todos os documentos em mãos e confiante em seu tempo de experiência de que sairia dali como o mais novo empregado da Terra Prometida. “Rapaz, eu ouvi uma conversa de que tinha surgindo um monte de vagas, e eu que não sou besta nem nada, corri logo pra cá, e só saio daqui coma carteira assinada, se Deus quiser, isso vai acontecer”, contou.

COMENTE VIA FACEBOOK

3 thoughts on “300 VAGAS: Desempregados fazem fila quilométrica em frente ao Sine de Canaã dos Carajás

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: