O presidente sabia ou não sabia dos riscos das operações existentes na mineração? Eis o dilema.

Barragem do Sossego da Vale em Canaã dos Carajás Foto: Seny Lima / Portal Canaã

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Porque os quase acidentes ou incidentes e catástrofes não são notificados e anunciados com.deviam a alta direção da empresa .

Está estatística não chega aos níveis superiores da organização.

Os acidentes mandam recados por meio dos incidentes as catástrofes ocorrem na maioria das vezes por omissão do poder público ou negligência de algum órgãos de fiscalização que não cumpriu o seu papel frente a prevenção e risco das operações e estruturas de apoio . .

As escalas e pirâmides dos acidentes propostas por vários autores não são concordantes e riscos e nos valores; no entanto, concordam num aspecto: os acidentes fatais são precedido por uma série de quase acidentes , omissões e negligência , vários outros incidentes de menor potencial e risco como por exemplo uma insurgência na Barragem, uma trinca ou um assoreamento .

Talvez ainda seja preciso rever a relação entre tais incidentes e a a catástrofe propriamente dita , mas uma coisa é certa: para cada n quase acidentes e ou incidentes ocorrerá um acidente fatal.

Assim, informar os quase acidentes e incidentes melhora e refina a estatística dos indícios e quase acidentes e pode servir como um meio de prevenção de que uma catástrofe ou acidentes fatais está por vir e, que é preciso de medidas urgentes para conter as insurgência , os vazamentos e os assoreamento .

Quando o quase acidente o incidente é visto como uma espécie de aviso para um acidente, a empresa está aprendendo com estes indícios e tomando providências para evitar catástrofes. .

Os incidentes devem ser investigados e analisados e, uma vez encontradas as causas, aplicar imediatamente a prevenção.

No entanto, nem sempre os responsáveis por tomar as providências agem conforme definido nos planos de emergência.

Os trabalhadores informam a ocorrência dos quase acidentes, do mal funcionamento dos instrumentos, informam as insurgência , os assoreamento e a erosão e não são computados como quase acidentes incidentes ou indícios de uma situação de risco colaborando para a prevenção e construção da estatística de acidentes, bem como sem este registro compromete a análise prejudicando o processo de investigação dos acidentes.

E porque os trabalhadores não são ouvidos pelos líderes quando informam os quase acidentes ?

Motivos :
Demonstrar vulnerabilidade na gestão de sua equipe comprometendo as metas de desempenho.

Comprometer a participação nos resultados .

Medo de punição e não ser promovido.

Perda de benefícios – ainda que seja proibido o estabelecimento de prêmios em razão da inocorrência de acidentes do trabalho, algumas empresas possuem indicadores internos ou indicadores que vão para a matriz que acaba por penalizar de alguma forma a regional em razão de seus acidentes.

A pressão, de cima para baixo, é muito grande para que não ocorram acidentes.

Em muitas oportunidades o gerente prefere sonegar a informação e, sofrer solitariamente com o incidente ou acidente, para não prejudicar o resultado da empresa.

Discriminação – toda equipe sofre discriminação pela empresa, pelos colegas de trabalho, pela sociedade em geral.
Sensação de incompetência.

Nenhuma empresa gosta de risco e vulnerabilidade nad suas operações e pequenos acidente que se acumulam sendo alvo de comentários dos demais colegas que veem o acidentado como alguém que quer fugir do trabalho ou se vitimizar no acidente.

A sociedade também não deixa por menos e, as empresas não selecionam candidatos que reconhecidamente sofreram ameaças com quase acidentes.

Aquele que sofre quase acidente é visto como o “azarão”, aquele que traz o mau agouro do acidente.

Desconhecimento – o trabalhador não sabe que deve notificar a empresa a respeito da ocorrência de qualquer acidente ou incidente.

Ademais, ad equipes não foram treinadas para identificar a ocorrência de um acidente ou incidente, sequer distingue seu ambiente doméstico ou ambiente laboral, quando então crê que o acidente e a catástrofe é obra do destino ou do acaso.

Constrangimento – o líder se sente constrangido em admitir a ocorrência de um quase acidente i, ncidente ou acidente. Somente os incompetentes são vítimas de acidente.

Assim, é passar atestado de incompetência admitir que ocorreu um acidente ou incidente.

O constrangimento ainda é maior com os líderes mais experientes que inclusive treinam os mais novos.

O excesso de confiança é a componente principal de vários acidentes.
Perda de tempo – o líder acredita que é pura perda de tempo investigar e analisar os quase acidentes, incidentes.

Ora, se não houve morte ou lesão, para que investigar ou analisar o acidente, pensa o gestor .

Descrença no sistema – o gestor não acredita que possa acontecer com ele não acredita que a prevenção será capaz de evitar as caras e os acidentes.

O destino colocou o acidente na vida do trabalhador e nada pode fazer com que estes acidentes deixem de ocorrer.

É como parar a chuva ou apagar o sol… Se realmente a segurança do trabalho fosse capaz de evitar acidentes, então por que eles ocorrem?

Pura fatalidade que o sistema não pode intervir.

É a crença do gestor quando acontece em sua área.

É preciso deixar claro que os motivos listados podem ainda ser complementados por outros mais; no entanto, a empresa deve realizar uma auto avaliação de como recebe as informações dos quase acidentes, incidentes e como dá o devido encaminhamento para que a sonegação de informações seja uma constante e não a exceção no processo de prevenção de acidentes.

Não fritar o presidente.

Desta forma, se a empresa deseja ter notícia dos quase acidentes, incidentes ocorridos, além de encorajar os líderes a informarem tais ocorrências, é preciso verificar ainda se a sua cultura empresarial não acaba por inviabilizar a notificação pelos responsáveis a alta gerência.

Por que todo ano tem PR .
Muitas vidas são colocadas em risco pela ganância e omissões de situações de risco e quase acidentes .

Pense nisso.

Deus no comando.

COMENTE VIA FACEBOOK