1 Ano de Brumadinho: “O dia sem fim”

Não há definição melhor para o dia 25/01/2019.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Foto: Corpo de Bombeiros

O rompimento da barragem B1 da mina do Córrego do Feijão mudou a historia da mineração brasileira e os caminhos de muitas pessoas .

Não tanto quanto os dos que perderam suas vidas ou de pessoas queridas, mas uma mudança profunda em comparação com todas as experiências anteriores nas nossas trajetórias profissionais na mineração .

Nós do setor mineral brasileiro não fugimos as nossas responsabilidade e não negamos a responsabilidade pela catástrofe ocorrida , queremos entender o que aconteceu , apurar a responsabilidade , empenhamos nossos melhores esforços na reparação dos danos causados e as vidas perdidas . O setor mineral reintera e repetimos os pedidos de desculpas a toda sociedade pelas perdas irreparáveis.

O que nos conforta é perceber que o setor mineral brasileiro está em processo verdadeiro de mudança, e o que nos gera propósito é participar da construção de um setor mais seguro e sustentável com inclusão econômica e social.

As organizações, mais até que as pessoas físicas, tem a capacidade de se transformar.

Crenças e certezas são modificadas, lideranças são renovadas, princípios e valores são substituídos ou reforçados.

O enorme desafio está posto e o nosso futuro está sendo reconstruído.

25/01, é dia de colocar o que refletimos e o desafio temos pela frente dar lugar à dor , às vítimas, familiares e todos que de alguma forma foram alcançados pela tragédia.

  Protetores da Floresta: uma jornada Amazônia adentro

Dia emblemático e um marco na história da mineração mundial.

Deixe uma resposta

Leia mais