Vale informa que retornará operação na mina de Brucutu, após decisão do STJ

Mina de Brucutu - Imagem: Google Earth / Portal Canaã

A mineradora Vale informou que retomará em até 72 horas a integralidade das operações a úmido em sua mina de Brucutu, em Minas Gerais, após decisão do presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ) suspendendo liminar que determinou a interrupção das atividades da barragem Laranjeiras.

Em fato relevante, a empresa disse que, com a decisão, haverá “um incremento da qualidade média do portfólio de produtos da Vale”.

A mineradora ainda reafirmou sua projeção para as vendas de minério de ferro e pelotas em 2019, em entre 307 milhões e 332 milhões de toneladas, acrescentando que “a expectativa atual é que as vendas se aproximem do centro da faixa”.

Confira a nota da Mineradora Vale:

A Vale S.A. (“Vale”) informa sobre decisão do Presidente do Superior Tribunal de Justiça, que deferiu pedido apresentado pelo município de São Gonçalo do Rio Abaixo, suspendendo os efeitos da decisão proferida pelo Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais, em pedido liminar do Ministério Público de Minas Gerais no agravo de instrumento n. 0338087-51.2019.8.13.0000, no âmbito da ação civil pública n° 5013909-51.2019.8.13.0024, que suspendia as atividades da barragem Laranjeiras, localizada em Brucutu. 
A referida decisão possibilitará o retorno integral das operações a úmido em Brucutu em até 72 horas, e, como consequência, haverá um incremento da qualidade média do portfólio de produtos da Vale. 
A Vale reafirma seu guidance de vendas de minério de ferro e pelotas de 307-332 Mt em 2019, anteriormente divulgado, e informa que a expectativa atual é que as vendas se aproximem do centro da faixa.

A mina é a maior do estado de MG e representa 9% da produção nacional da mineradora, com capacidade de 30 milhões de toneladas ao ano, mas a falta de autorização para as operações a úmido antes da decisão anunciada nesta quarta-feira vinha fazendo com que a unidade operasse com um terço da capacidade.

COMENTE VIA FACEBOOK

Deixe uma resposta