Vale pagou US$ 4,5 bi em impostos e royalties em 2019 em todo o mundo, revela Relatório de Transparência Fiscal

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Trem sobre a linha de ferro do S11D. Foto: Jorge Clésio

A Vale informou que publicou nesta sexta-feira (31) a primeira edição anual do seu Relatório de Transparência Fiscal, como parte do seu novo pacto com a sociedade e da jornada para avançar no engajamento com seus stakeholders.

Em 2019, a Vale pagou US$ 4,5 bilhões em impostos e royalties globalmente, dos quais mais de 90% (US$ 4,2 bilhões, que equivalem a R$ 16,7 bilhões) foram pagos no Brasil – onde está localizada a maior parte das suas operações. Essa quantia de US$ 4,5 bilhões em impostos e royalties corresponde a mais de 10% da contribuição econômica total da Vale em 2019. Além do pagamento de tributos, essa contribuição inclui custos operacionais, salários e benefícios de empregados, entre outros.

O relatório estabelece os princípios para a abordagem da Vale em relação a tributos e investimentos. Inclui informações relativas a tributos sobre renda, mineração, folha e produtos e serviços, entre outros, fornecendo dados sobre pagamentos no Brasil, Canadá, Indonésia, Moçambique e Nova Caledônia.

Com essa publicação, a Vale atende com um ano de antecedência ao compromisso de divulgar um relatório detalhado de transparência fiscal, como parte de sua agenda ESG. A publicação do relatório estava prevista inicialmente para 2021, de acordo com o plano de ação para cumprir os compromissos ESG.

A divulgação do Relatório de Transparência Fiscal demonstra o compromisso da Vale com a transparência ao seguir os princípios recomendados por entidades internacionais como o Conselho Internacional de Mineração e Metais (“ICMM”, acrônimo em inglês) e a Iniciativa de Transparência da Indústria Extrativista (“EITI”, acrônimo em inglês).

Deixe uma resposta

+ Sobre