Vale adquire mais de R$ 3,9 bi no Pará e ganha prêmio por volume de compras

Entre os principais serviços adquiridos, estão montagem e manutenção eletromecânica, serviços de engenharia e reforma de equipamentos

A Vale conquistou o tricampeonato consecutivo na categoria Absulutus do VI Prêmio REDES de Desenvolvimento como a empresa que mais comprou em volume total de investimento no Pará, em 2017. A iniciativa é da Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa), por meio do Programa Redes – Inovação e Sustentabilidade Econômica.

O prêmio é um reconhecimento às empresas que contribuem diretamente na evolução dos fornecedores do Estado. No ano passado, a Vale comprou mais de R$ 3,9 bilhões de empresas instaladas no Pará, o que corresponde a um percentual de 52%, das compras realizadas para as suas operações no estado. Entre os principais serviços adquiridos, estão montagem e manutenção eletromecânica, serviços de engenharia, limpeza predial e reforma de equipamentos.

O gerente de Suprimentos da Vale, Igor Póvoa destaca o compromisso da Vale contribuir para o desenvolvimento das cidades onde atua. “Acreditamos no crescimento sustentável para ter sucesso em nossos negócios. Por isso, trabalhamos fortemente em parceria com a Redes/Fiepa, associações comerciais e com os fornecedores para captura de empresas da região”, afirma.

Marcel Souza, gestor executivo da Redes, lembra que foi a mineradora quem trouxe ao Pará a metodologia desenvolvida atualmente pelo REDES. O objetivo é de contribuir para o desenvolvimento de fornecedores locais. “A Vale é muito importante para a gente. Não só pelo volume de compras, que historicamente a empresa sempre esteve entre as primeiras posições, mas por toda as políticas que existem internamente e que privilegiam os fornecedores que atuam no estado. Além de fazer questão de estar sempre desenvolvendo suas atividades em parceria com a Fiepa”, afirmou.

O gerente Executivo de Sustentabilidade da Vale, João Coral, reforçou a importância da empresa em fortalecer o fornecedor local e contribuir para a instalação de novas ao Estado. ” É um compromisso e um retorno da nossa atividade de mineração que deixamos para as cidades onde operamos e em prol do desenvolvimento do Estado”, frisa.

No balanço semestral, divulgado pela Vale neste mês de agosto, a empresa informou que nos primeiros seis meses de 2018 adquiriu R$ 2 bilhões de fornecedores com matriz ou filial nos municípios mineradores. Deste montante, foram R$ 740 milhões em Parauapebas, R$ 600 em milhões; R$ 490 milhões em Canaã dos Carajás; R$ 150 milhões em Ourilândia do Norte. Em Curionópolis, a empresa comprou R$ 50 milhões e em Belém, a aquisição foi de R$ 10 milhões. A premiação da Vale  ocorreu no início deste mês, na sede da Fiepa.

COMENTE VIA FACEBOOK

Sem opiniões

Escreva:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *