Pequenas minas e Cooperativas na Mineração da Região Carajás

Foto: Wander José

Não compre gato por lebre a região está cheia de forasteiros e oportunistas.

Vendendo e comprando aquilo que não vai entregar.
O alerta é geral grupos extra região querem outra vez colonizar os pequenos mineradores locais em pleno século 21 onde a tecnologia da informação democratizou o acesso aos recursos minerais e não existe mais espaços para aventureiros e forasteiros como na epopeia de Serra pelada há 35 anos atrás.
Mercado de manganês da região de Carajás.
Temos um mercado de grande valor e agora a cobiça e ganância vota a carga para região.
Nos bastidores tudo contínua como antes no quartel de Abrantes.

Os desvios de finalidades latentes e as dificuldades para obter facilidades também.
atuando num mercado onde as forças competitivas de qualidade, prazo e o custo fazendo a essência do compromisso a necessidade de qualificações técnicas assemelham-se cada vez mais, estes traços pessoais fazem a diferença e neste mercado não existe espaço para amadores ou tem conhecimento tácito ou acadêmico sendo a experiência que não constam no currículo são muito valorizadas e desejadas .

A inquietude , a persistência, a criatividade e a capacidade de criar soluções estruturadas , adaptação a possíveis e viáveis a partir de situações preexistentes são qualificações bem desejadas. é preciso ser determinado e criativo, porém realista e
Viver cada experiência como se fosse única por cada ocorrem de minério é determinada por fatores críticos de sucesso como teor , volume da jazida e parâmetros físicos da jazida, acesso e localização .

Capital com opção real de investimento.

Mais que isso, é preciso criar soluções capazes de envolver os outros aspectos de infraestrutura e não somente causem a viabilidade de quem a desenvolveu inicialmente mas também garantir sua sobrevivência e continuidade..

As soluções para estes quesitos de negócios na ação das cooperativas devem desenvolver-se como redes, com cada um acrescentando a sua contribuição e experiência .

Inspirar os outros , fazendo com que as coisas aconteçam através da equipe de coordenação técnica profissional é outra qualidade bastante apreciada. e seja feito, desenvolve times multidisciplinares , consegue mobilizar para um determinado caminho ou objetivo, liderar mudança é legalização das operações existentes e isso só é possível se o corpo técnico tiver reputação e um propósito para uma visão que seja perseguida e busca realizar, além de uma conduta coerente com a cooperação e interesse coletivo com o processo de articulação entre as partes interessadas e envolvidas no processo de legalização, compliace e desenvolvimento regional .

Comunicar-se com as instituições públicas e privadas tanto por escrito como verbalmente é requisito fundamental para ampliar a articulação de interesse.

Esta equipe também deve ter capacidade de ouvir e entender as comunidades vizinhas as operações e as pessoas e o que está a sua volta, conseguindo assim montar medidas práticas em função das circunstâncias que o cercam e o contexto da atividade mineraria na região de Carajás.

Sendo está a vocação regional respeitando o DNA do município e as lições aprendidas com os parâmetros físicos e demográficos do municípios mineradores do Pará.

Vamos adiante.

WJN

COMENTE VIA FACEBOOK

Deixe uma resposta